Especialidades

Especialidade de estudo da natureza


Algas Marinhas - L


1. O que são algas marinhas?
As algas marinhas pertencem ao grupo geral de plantas chamadas Thalophyta. Quer dizer, que não tem sistemas vasculares (para conduzir alimento ou água). Não tem raiz, nem talo, nem folhas. Não produzem flor, nem semente, nem fruto. O sistema reprodutor é caracteristicamente unicelular (reprodução ocorre por divisão celular, ou seja, assexual).

2. Onde são encontradas?
Há 10 classes ou grupos gerais de algas, mas trataremos das 4 mais fáceis de reconhecer. Estas se encontram nos mares do mundo, desde a superfície até uns 60 metros de profundidade. Muitas se encontram nas costas rochosas agarradas nas pedras ou espalhadas pelas praias, tendo sido “desterradas” por tormentas ou alguma rede pesqueira.

3. Como se chama o órgão de fixação ao substrato? Como difere-se de uma verdadeira raiz?
Como notaram as algas estão firmemente apegadas às rochas, mas temos dito que não tem raízes. Esta parte se chama Hapterio, Rizóide, ou Disco Adesivo. Tem a característica de uma raiz, mas não absorve água para o uso da planta, sendo sua função a de manter a planta grudada à rocha.

4. Qual a variação de tamanho das algas marinhas?
As algas variam em tamanho, segundo as células microscópicas há plantas unicelulares "Colonias gigantes" de até 20 metros de comprimento.

5. Dar o nome de quatro grupos de algas marinhas, indicando, ao lado do nome de cada grupo, se é unicelular, pluricelular ou ambos.

Nome científico
Nome comum
Estrutura
Cianophyta
Algas azul-verde
Unicelular (1.500 espécies)
Chlorophyta
Algas verdes
Ambas (6.000 espécies)
Phaeophyta
Algas pardas
Multicelular (2.000 espécies)
Rhodophyta
Algas vermelhas
Multicelular (4.000 espécies)

6. A maioria das algas verdes são encontradas em água doce ou salgada?
90% vivem na água doce. São plantas bem simples, praticamente sem estrutura especializada. Em água salgada preferem pouca profundidade. Uma bem conhecida é a Alface do mar, tem talo foliáceo verde brilhante e se usa em saladas.

7. Que são diatomáceas?
As diatomáceas são um grupo de algas muito valiosas mas microscópicas, por isso trataremos apenas superficialmente sobre elas. São algas unicelulares cobertas por uma "caixinha" de sílica. Quando a alga morre, a sílica não se decompõe, assim sendo estes "esqueletos" vão se acumulando no fundo dos lagos e de baías, às vezes chegando a medir uns 300 m de espessura. Isto é escavado e usado em filtros, isoladores, cera ou polidores, e recentemente como inseticida dessecante. Há provavelmente mais de 10.000 espécies descobertas até agora.

8. Onde as algas se desenvolvem mais: na zona polar, temperada ou tropical?
As algas crescem bem em toda zona do mar, dependendo da espécie. Há mais variedade nos mares tropicais, mas há uma alga especialista das zonas glaciais nas montanhas mais altas.

9. Onde são mais comumente encontradas as algas marrons: em água doce ou salgada?Quase todas são marinhas e abundam nas costas frias.

10. Qual a maior profundidade em que crescem as algas no oceano? Por que não se desenvolvem em águas mais profundas?
As algas verdes que se encontram na superfície, em lagunas baixas, ou em zonas com acesso ao sol.
As algas pardas podem crescer, todavia a uns 25 metros de profundidade por ter pigmentos que lhes permitem absorver luz fraca.
As algas vermelhas são as que vivem em maior profundidade. O pigmento vermelho lhes permite absorver os raios azuis violetas que são os que penetram no profundo oceano. Isto permite que estas algas existam até 60 ou 70 m de profundidade. Mais que isso já não há suficiente luz para permitir vida botânica.

11. Nomear três partes de uma alga de grande porte. Como podem ser comparadas à folha, caule e raiz de uma planta?
Haptério: Tem a função de uma raiz ao firmar a planta à rocha, mas não de condutor de alimentos.
Estipite: Tem aparência de talo e serve para ramificar ou estender a planta, mas não tem células condutoras.
Fronde: E a extensão da planta. Em alguns casos tem aparência de folha, em outros se parece a uma grama e em outras como ramas secas ou com bolhas de ar. Nestas posições se encontram as células reprodutoras, mas ao observador de perto se nota que não contém as veias de condução como têm as folhas de plantas terrestres. Na realidade se pode descrever uma alga como uma colônia de células que trabalham independentemente para seu sustento, e em conjunto para sua proteção e estabilidade.

12. Descrever as duas formas de reprodução das algas.
a) Assexual: Uma célula se modifica, se separa da planta e rebenta permitindo a saída de zoosporos.
b) Sexual: Algumas células desenvolvem o "ovo" e outras desenvolvem "espermas" e ao fertilizar-se formam novas plantas. Uma planta produz os dois tipos de células e as novas plantas amiúde crescem durante algum tempo apegando-se à planta parente.

13. Quais são algumas das vantagens comerciais oferecidas pelas algas? Dar pelo menos uma para cada grupo.
Algas Rhodophytas: Algumas espécies servem de alimento humano, outras produzem agar - substância importante nos laboratórios de ciência para cultivo de bactérias.
Algas Phaeophyta: Estas produzem ácido algírico usado em alimentos para ficarem cremosos, como sorvetes e pudins, na medicina e em tintas.
Algas Chlorophyta: Algumas deste grupo recém estão sendo cultivadas em jardins artificiais para a produção de alimentos especiais, úteis para astronautas.

14. Fazer uma coleção de pelo menos 20 espécimes de algas marinhas identificadas e catalogadas corretamente. Deve haver pelomenos quatro espécimes do grupo das algas marinhas verdes, oito das marrons e oito das vermelhas.
NOTA - A coleção se deve fazer da seguinte maneira: Ir até a praia com uma balde e uma faca. Encher o balde com água do mar e usar a faca para tirar as algas das rochas: coloque a alga no balde. Quando tiver várias ir até em casa e conseguir uma bandeja e algumas folhas de papel grosso. Colocar água na bandeja, logo uma das algas e colocar em ordem como se deseja ser visto na folha de papel. Com cuidado passe a folha de papel sob a alga e levante. Permita que se seque durante 2 dias aproximadamente, se for necessário pode ser usada fita durex para prender a alga no papel, mas a maioria não precisa.
Muitas vezes podem aparecer alguns pequenos invertebrados na água coloque em um frasco com álcool para logo fazer a especialidade de Invertebrados Marinhos. Para identificação, se necessitar livros, consulte a biblioteca ou livraria nas proximidades (Universidade ou Colégio Superior).

15. Ser capaz de identificar pelo nome genérico, pelo menos dez tipos de algas marinhas.Essa é com você.

Anfibios - J


1. Quais as características dos anfíbios?
Os anfíbios são animais de duas vidas, uma na água quando girinos, outra na terra quando adultos. Quando estão na água, respiram por meio de brânquias, e na terra por meio de pulmões.

2. Dar o nome das duas principais ordens de anfíbios e saber distinguir entre elas.
a) OS ANUROS (sapos, pererecas e rãs): Cada um tem quatro pernas, não possuem cauda.
b) OS URUDELOS (salamandras): Tem a pele furta-cor, quatro patas e cauda.

3. Distinguir entre sapos e rãs
Sapos - Pele rugosa e possui glândula de veneno. Possuem pernas curtas e pulam em pequenas distâncias.
Rãs - Pele lisa e úmida e sem glândula de veneno. Pulam alto e distânte por terem as pernas mais compridas.

4. Como os anfíbios se protegem?
Tem a cor do ambiente onde vivem. As rãs saltam para o fundo d’água, se escondem também no lodo. As pererecas vivem escondidas atrás das prateleiras ou atrás do lavatório nos banheiros. Os sapos se intrometem nas moitas e buracos.

5. Fazer uma lista de anfíbios que podem ser encontrados em sua região. Identifique cinco deles, e dizer onde os encontrou, ou colecionar fotografias ou desenhos de cinco anfíbios diferentes que você seja capaz de identificar e dizer onde podem ser encontrados.
Item prático.

6. Descrever o ciclo de vida de alguns anfíbios.
Item prático.

7. Explicar o valor econômico dos anfíbios.
Os anfíbios tem grande valor para os agricultores, porque comem insetos nocivos. Não devem maltrata-los ou tirar-lhes a vida.

8. Onde arãs passam o inverno ou a estação seca?
Os anfíbios passam o inverno escondidos, por terem o sangue frio. Hibernam quando desce a temperatura. No verão ou já na primavera, ao esquentar o tempo, eles saem dos esconderijos e reúnem-se para a festa das núpcias. Os sapos dormem de dia e saem a noite para se alimentar. 

9. Identificar duas espécies de rãs pelos sons que emitem, ou imite os sons de duas espécies de rãs.
Os sapos coaxam: du...du...du...du..., a perereca: roque.. roque...roque..., A rã preta e esverdeada: foi...foi...

10. Como as rãs e os sapos coaxam? O que faz com que os sons sejam tão fortes?
Os sapos e as rãs, depois da hibernação, formam uma orquestra ou coral na primavera. Só os machos cantam ou coaxam, as fêmeas escutam porque a festa e para elas. Quando eles coaxam, a bolsa de ressonância infra; conforme a espécie, as vezes fica debaixo do queixo e as vezes fica perto da boca.

11. Fazer um dos itens a seguir:
a. Observar um anfíbio para descobrir:
1) onde e quando dorme
2) quando sai da toca para buscar alimento
3) qual a sua rapidez
4) que distância é capaz de saltar, e tantas coisas interessantes quanto for possível descobrir. Ou, cuidar dos ovos de rãs num aquário, e observá-los até que se transformem em girinos. Ou, escrever um trabalho falando sobre os detalhes exigidos na primeira parte deste item.
b. Cuidar dos ovos de anfíbios e observar seu ciclo de crescimento.

Animais Domésticos - K


1. Distinguir entre cavalos de tração e de corrida.
0 cavalo de tração precisa ser forte, então é dotado de músculos mais espessos, tornando-o mais robusto e corpulento. O cavalo de corrida deve ser leve e mais magro, para poder melhorar o impacto com a resistência do ar e correr melhor, portanto é mais esbelto, mais delgado, mais comprido. Para corridas a raça indicada é o puro sangue Inglês.

2. Identificar a partir de fotos ou observação e dar a altura, peso, cor e disposição de pelo menos três dos cavalos a seguir: normando, belga, apoloosa, árabe, mangalarga e crioulo.
a) 0 cavalo Normando é forte, grosso, tem o peito largo, a altura até a cernelha e de 1.72 cm,  é cavalo de tração, garupa dupla e cor negra.
b) 0 cavalo Belga de tração atinge 1.70cm de altura, a pelugem é ruã ou alazã. Possui um porte belo e firme.
c) 0 apoloosa é de 1.70 cm, pesa 700 a 800 Kg. tem a cabeça quadrada, olhos vivos, garrotes direitos, garupa ovalada, a pelugem varia de castanho e baio.
d) Cavalo árabe - pelagem baia, cavalo de montaria, fogoso e esbelto com altura de 1.65 cm.

3. Citar quatro características físicas da mula.
Quatro características de uma mula: cabeça grande, orelhas compridas e moveis, corpo mais curto do que o do cavalo, e sisudo e tem a mania de ser baba de tirar as crias das éguas quando estas são novinhas. Possui o passo firme, e prudente, não passa o pântano ainda que a matem. É boa para montaria e para viajar.

4. Identificar um burro – a partir de foto ou observação ao natural. Mencionar o tamanho, cor e utilidade.
O burro tem as mesmas características da mula. Serve de tração, é híbrido. Serve para carga e tração. Mede 1.60 cm. Pelagem fina serrada, da cor castanha; exibe uma lista negra no fio do lombo da espádua ate a cauda, e outra na espádua. Passa em lugares onde o cavalo não consegue passar.

5. Identificar em foto ou ao natural quatro tipos de gado leiteiro e quatro tipos de gado de corte.
Leiteiro – Holandesa, Jersey, Guernsey e bubalinos em geral.
Corte – Nelore, Girolano

6. Conhecer as qualidades de produção de leite das raças Jersey, Guernsey e Holandesa.
Jérsei – de pequeno tamanho, resistente ao calor, muito usada em regiões tropicais.
Guernsey – vindo de uma ilha britânica, resistente ao frio, pouco utilizado em nossa região.
Holandesa – estatura grande, produz grande quantidade de leite. É branca malhada de preto ou vermelho.

7. Diferenciar entre as cabras Angorá e leiteiras. Mencionar a cor distinta de pelo menos três cabras, tais como a Saanon, Toggenburg, Nubiana e Mambrina.
NOTA – As cabras Angorá têm o pelo longo, sedoso e macio, enquanto que as leiteiras tem o pelo mais curto. Faça uma lista das cabras encontradas em sua região. Pode-se substituir alguma das que estão acima por outra que seja mais presente em sua localidade. No Brasil encontramos a Marota e Canindé. Além da Toggenburg (raça suíça, com pelos longos e sem chifres). Fale sobre suas cores no relatório.

8. Identificar a partir de fotos ou ovelhas ao natural, e citar a produção de lã e carne, tamanho, traços peculiares e aparência geral, de três raças de ovelhas, tais como Merino, Ramboilet, Hampshire, Sufolk e Lincoln.
NOTA – Faça uma pesquisa e, se possível, cole as fotos ou recortes de revistas num álbum onde você possa falar sobre as características de cada raça de ovelha escolhida.

Aracnídeos - K


1. Fazer uma das opções a seguir:
a. Colecionar, identificar e preservar, pelo menos, 16 espécies de aranhas (Os vidros de cada espécime devem conter uma etiqueta com o local e data de captura, e o nome da aranha).
b. Fazer desenhos coloridos de, pelo menos, 16 espécies de aranhas, em tamanho natural ou maior, e com as cores naturais. Etiquetar cada uma com o seu respectivo nome.
c. Tirar fotos coloridas de, pelo menos, 16 espécies de aranhas. Identificar cada uma em termos de local e data da foto, e nome da aranha.

2. Qual o maior membro da família das aranhas?
Caranguejeira. É mansa e não tece teia. Alguns dizem que é a tarântula a maior, mas é um conceito antigo.

3. Escrever uma descrição (quarenta palavras) de uma aranha que ganhou notoriedade em sua região.
NOTA - Vamos falar da viúva-negra: A aranha mais perigosa é a vulgarmente conhecida por Viúva-Negra, do Gênero Latrodectus nactana e da família Tiridídeos; com variedades espalhada no mundo inteiro que ocorre no Brasil, do Sul até o Rio de Janeiro. A Viúva-Negra é fiandeira, tem o corpo arredondado com pernas longas, com manchas nos lados e embaixo no abdome. Sua picada pode matar se não cuidarmos.

4. Apresentar três formas pelas quais as aranhas diferem dos insetos.
As aranhas tem 4 pares de patas, não tem antenas, não tem asas, possuem 6 a 8 olhos e têm o corpo dividido em 2 (cefalotórax e abdômen). Os insetos diferem por possuírem 3 pares de patas, 1 ou 2 pares de antenas, 1 a 2 pares de asas, 2 olhos (geralmente) e o corpo é dividido em 3 (cabeça, tórax e abdômen).

5. Fazer um desenho (cerca de ¼ do tamanho natural) de uma teia esférica.
NOTA - Não pegue livros, procure uma bonita teia na natureza e a desenhe, ficará muito original!

6. Que outros tipos de teias existem além da teia esférica?
Em forma de labirinto, funil, aquática, triangular, copo e prato, etc. A teia de aranha, por ser muito fina, e utilizada na Cruz de Mira, do campo visual dos instrumentos óticos.

7. O que as aranhas comem? Fazer uma lista das vitimas encontradas nas teias de aranha.
As aranhas são carnívoras, sendo que a maioria se alimenta de insetos e pequenos artrópodes. Há uma espécie que vive dentro da água e se alimenta de larvas aquáticas. Há outras maiores que chegam a caçar aves e peixes. Somente as menores fazem teias, para pegar pequenos artrópodes.

8. Para que é útil uma teia de aranha?
Guiar a aranha no caminho de volta para casa, ninho para proteger a cria, casulo para os ovos, armadilha para conseguir alimento e ponte para ir de um lugar para o outro.

9. Encontrar duas referências bíblicas às aranhas e suas teias.Em Jó 8:4; Jó 27:18 e Isaías 59:5
10. Quais os principais inimigos das aranhas?Os maiores inimigos das aranhas são as vespas e as aves. Mas, por destruir seu habitat e querer matar toda a aranha que encontra, o homem tornou-se um grande predador também.
11. Como as aranhas nos ajudam, e como nos prejudicam em nossas propriedades?
A maioria das aranhas é muito útil. Elas eliminam os insetos que podem ser prejudiciais, como mosquitos e baratas causadores de doenças e traças que estragam nossos pertences. Sendo um grande predador de insetos, equilibra o meio ambiente.Elas só atacam se forem ameaçadas. As aranhas grandes tem um veneno insignificante, pois se garantem na força, já as menores têm veneno que podem ser letal. No Brasil apenas 3 são perigosas: armadeira, viúva-negra e aranha-marrom. Não mate aranhas. Apenas as evite.

Arbustos - J


1. Anotar três características dos arbustos, que os distinguem das árvores e ervas. Por que uma parreira às vezes é considerada arbusto?
Diferem-se principalmente pela condição e o modo de crescer do talo. Geralmente, árvores têm um só tronco de madeira até a altura onde começam os galhos, as plantas tem talos fracos que não suportam muita altura de planta, e os arbustos são intermediários, tem talo mais como madeira e suporta maior crescimento, mas é de base múltipla. Também plantas geralmente crescem até uns 2 metros, arbustos até uns 4 metros e árvores de 4 pra cima. A parreira é uma trepadeira, mas cultivada a formam como arbusto.

2. Dar o nome de três importantes alimentos silvestres ou cultivados encontrados em arbustos de sua localidade. Dar o nome de um arbusto que produz castanhas comestíveis.
Caju, Framboesa e Gengibre. A castanha de caju é muito difundida no Brasil e exterior.

3. Mencionar dois arbustos cultivados e dois silvestres de sua localidade, que produzam flores vistosas.
Hibisco, Caliandra, Flor Abacaxi e Primavera.

4. Em que época floresce a maioria dos arbustos: na primavera, verão ou outono? Dar o nome de um arbusto que floresce antes das folhas aparecerem.
Assim como as outras plantas, os arbustos florescem na primavera, estação caracterizada pela diversidade de cores proveniente das flores. Um arbusto que floresce antes das folhas aparecerem é o Abotilum laranja.

5. Que arbusto parasita, muito usado para decoração de interiores, cresce nos galhos mais altos de diferentes tipos de árvores?
NOTA – Arbusto parasita é aquele que se prende a alguma árvore, mas você percebe pelas folhas distintas. A trepadeira não é um arbusto.

6. Dar o exemplo de um arbusto cujas folhas mudam de cor no outono, passando de verde a amarelo, alaranjado ou vermelho.
NOTA – Este item deve ser realizado segundo a região em que você mora. Pesquise qual é o arbusto.

7. Observe algum arbusto que esteja florido e relacionar a maior quantidade de insetos possível (pelo menos três) que venham buscar pólen ou néctar nas suas flores.
Item prático. NOTA - O arbusto bico-de-papagaio é alvo de aranhas-de-jardim e cochonilhas.

8. De que arbusto os pássaros preferem comer as frutas ou sementes? Mencione um arbusto cuja flor atraia os pássaros.
Os arbustos com flores de cores vibrantes chamam a atenção dos pássaros. A camélia é bem atrativa a eles.

9. Em que arbustos os pássaros preferem construir seus ninhos?
Nos arbustos mais densos, de difícil acesso a predadores, de preferência os mais altos.

10. Reunir, preservar e identificar corretamente as flores, folhas, sementes, vagem de sementes ou ramos com botões de dez arbustos silvestres.
Item prático.

Obs. Alguns arbustos:
Alpina Purpurata - Bastão do Imperador - Bella Emilia - Bico-de-papagaio - Cana-do-brejo - Costela de Adão - Dombeya - Heliconia - Heliconia psittacorum - Heliconia rostrata - Malvaviscos - Pitósporo

Areia - J


1. Fazer uma coleção de 30 variedades de areias coloridas e dar o nome da localidade de  onde as tirou. (Observação: Leve saquinhos pequenos, um lápis e uma pequena colher ou concha para retirar a areia. Apresentar em pequenos vidros/garrafas).
NOTA - É muito interessante fazer coleção de areia. É só. arranjar vidrinhos vazios, enchê-los com diversos tipos de areia. Tenho uns quarenta vidrinhos com areia e praticamente não tem uma igual a outra. São de diversos tons. Areia é uma substância ou pulverulenta que se acumula nas praias, no leito do rio. São Constituídas de qrãos de quartzos. Areia fina e grossa, monazitas e elmotita , zarconitas e granadas. Alguma contém ouro e prata.

2. O que significa a palavra areia? Dar o nome de dois tipos de areia.
Areia vem da do latim arena, que representa um conjunto de pequenos grânulos juntos. Como exemplos de areia temos a monazítica, argilosa e calcária.

3. Apresentar a origem da areia e seu conteúdo mineral.
É uma substância mineral em minúsculos grânulos ou em pó, resultante da degradação de rochas silicosas ou fragmentos minerais, através do vento, água ou demais agentes de erosão.

4. Qual a diferença entre a areia e o solo?
A areia é o conjunto de pequenos grânulos minerais. O solo é composto por materiais bióticos (que tem vida, como vegetação e invertebrados) e abióticos (que não tem vida, como areia, terra e água).

5. O que o tamanho do grão de areia, seu formato, superfície e sua fragmentação querem dizer?
Por ser um material mineral sujeito às intempéries do ambiente, as rochas se fragmentam. Dependendo da sua origem mineral, ela pode fragmentar-se com menor ou maior facilidade, resultando em tamanhos maiores ou menores, o que depende também do fator clima e acidentes ambientais. Portanto, tanto o formato, quanto o tamanho, superfície e fragmentação se relacionam com o clima, ambiente e acidentes.

6. Definir e explicar a utilidade de cada uma:
a. Glacial - Areia das geleiras
b. Calcária - Contém grânulos de natureza calcaria
c. Areia movediça - Areia muito fina, saturada de água, não suporta peso. Se alguém pisar nessa areia afunda e debatendo-se, está perdido. Outra areia movediça é aquela movida pelo vento formando duna
d. Areia para fazer vidros - É utilizada na fabricação de vidros; é usada como fonte de sílicas na fabricação de cerâmica
e. Areia de modelagem - É empregada na preparação de concretos e para moldes de metais em fusão
f. Areia de polir - É usada em maçaricos especiais para fins de corrosões sobre superfícies de metais; serve para limpar peças de fundição, superfícies oxidadas e renovar pinturas velhas; arear panelas
g. Areia para construção - Usada no concreto e no reboco
h. Areia para filtragem - Usada para os grandes filtros para a purificação da água
i. Areia para fornalha - Usada nos fornos para conservação do calor
j. Areia de praia - Os ventos brincam com elas transportando de um lado para o outro formando dunas

7. Examinar cinco tipos de espécimes de areia com lentes de aumento, e observar as várias características.
Item prático.

8. Memorizar Gênesis 22:17 e Provérbios 27:3.
Gênesis 22:17 – que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos.
Provérbios 27:3 – Pesada é a pedra, e a areia também; mas a ira do insensato é mais pesada do que elas ambas.



Árvores - J


1. Descrever as diferenças entre árvores e arbustos.
A árvore tem tronco único e crescem mais do que 2 metros. Os arbustos têm múltiplos troncos e não passa de 2 metros de altura, em média.

2. Juntar e identificar folhas típicas de 15 espécies diferentes de árvores. Coloque-as esticadas, secas e com o devido rótulo num caderno apropriado, ou em folhas de papel do mesmo tamanho.
Nota – As folhas devem ser colocadas em uma folha de papel com os seguintes dados na etiqueta: data de coleção, nome da arvore, local de coleta e quem coletou. Seque as folhas para não estragar seu trabalho.

3. Conhecer de memória seus espécimes e ser capaz de identificar espécimes semelhantes no campo.
Item prático.

4. Mencionar dois exemplos de cada árvore citada e explicar:
a. para o que são usadas
b. ambiente em que crescem
c. alguma característica específica
d. região geográfica onde é encontrada
e. as primeiras pessoas a descobrirem e descrever cada uma das árvores

1ª) Seringueira – usada para tirar látex e fazer borracha, crescem em ambiente tropical, na região da floresta amazônica, tem seiva leitosa e pequenas flores, os primeiros a encontram foram os bandeirantes.
2ª) Pinheiro – usadas como árvore de Natal e lenha, crescem em ambiente subtropical a frio, em todo o mundo. São coniforme e de madeira fibrosa. Não há relatos de quem encontrou o pinheiro.

5. Mencionar o nome comum e explicar a diferença entre duas grandes classes de árvores.
Algumas famílias de árvores são: simarubáceas (madeira amarela e casco aromático), moráceas (com seiva leitosa e pequenas flores), marantáceas (monocotiledônias perenes) e pináceas (coniformes, com madeira fibrosa e de grande valor econômico). Um exemplo de morácea é a seringueira e de pinácea é o pinheiro.

6. Descrever a importância da conservação das florestas em sua região.
a. Purifica o ar
b. Dar o abrigo a fauna (animais e pássaros)
c. Controla a ecologia

7. Nomear vários exemplos dos tipos de madeiras usadas no seguinte:
a. soalho de casas - lpê, Peroba
b. madeira compensada - Jacaranda, Embuía, Cerejeira, Caviúna
c. móveis - Cedro, Pinho, Peroba
d. cabo de machado - Guarantã
e. estacas para cercas - Aroeira, Eucalipto
f. dormentes de estrada de ferro - Cerne de Eucalipto
g. vigas de apoio para construções - Eucalipto, Peroba
h. arcos e flechas - Guatambu - Flecha: Bambu
i. ideal para acender fogo - Gravetos, Pinho, Manga
j. queimam lentamente e forma uma base de brasas - Carvalho, Algarrobeira

8. Dar dois exemplos de cada uma das árvores que:
a. crescem melhor em locais alagados e úmidos – Palmeira e Mangue.
b. crescem melhor em locais de altitude elevada, e montanhas - Pinheiro, Oliveira, Cedro.

Astronomia - K


1. Responda as seguintes perguntas:
a. Qual é o corpo celeste que fica mais próximo da Terra?
A Lua, satélite natural da Terra. O planeta mais próximo é Vênus.

b. Qual é a sua distância da Terra?
A Lua fica a 356.334 Km quando mais perto (perigeu) e a 406.610 quando está no apogeu.

c. O que governa as marés?
A Lua

d. O que causa um eclipse?
Eclipse do Sol - quando a Lua passa exatamente na frente do Sol.
Eclipse da Lua - quando a Terra está entre o Sol e a Lua.

e. O que é uma estrela cadente?
Conhecida também como meteoro. É um corpo celeste de origem mineral, que ao entrar em contato com a atmosfera terrestre se inflama e cai a uma velocidade vertiginosa.

f. Qual a velocidade da luz?
300.000 km por segundo

2. Fazer um diagrama mostrando as posições e movimentos relativos da Terra, Sol e Lua. Demonstrar as posições e movimentos envolvidos nos eclipses do Sol e Lua.


3. Fazer um diagrama de nosso sistema solar e ser capaz de dar o nome dos planetas na ordem, a partir do Sol.
NOTA – Faça este item em forma de desenho, tentando aproximar as formas e cores dos planetas e sua proporção em relação um ao outro com a realidade. A ordem dos planetas é a seguinte: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

4. Identificar as oito estrelas fixas do céu. Qual a diferença entre planetas e estrelas fixas?
Planetas não possuem luz própria e são móveis, girando em torno de estrelas, como o Sol.
Estrelas possuem luz própria e são fixas, com alguns corpos celestes atraídos a girar em torno delas.
A Estrela mais próxima da Terra é Alfa Centauro (com exceção do Sol). Para distinguir entre estrelas e planetas a olho nu, basta ver as que tem luz fixa (planetas) e as que brilham constantemente (estrelas).

5. O que é constelação? Dar o nome e apontar seis delas. Dar o nome de duas constelações visíveis durante o ano todo.
Os astrônomos, para facilitar seus estudos, agrupam as estrelas que parecem próximas umas das outras em Constelações. Tais constelações são divididas em 3 grupos, segundo a posição que ocupam no céu.
a) CONSTELAÇÕES BOREAIS - São visíveis apenas no hemisfério Norte, com as constelação da Lira, Ursa Maior e Menor.
b) CONSTELAOES ZODIACAIS -São visíveis da linha do Equador. São em numero de 12 a saber: Carneiro, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Balança, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes.
c) CONSTELAÇÕES AUSTRAIS - São visíveis apenas do hemisfério Sul, como as do Cruzeiro do Sul, Cão Maior, Centauro, Mosca e Orion. Bayer em sua Uranometria, introduziu o costume, ainda hoje seguido de designar as estrelas de uma mesma constelação e por ordem de brilho ou grandeza, com as letras do alfabeto grego chamando (alfa) a mais brilhante, (beta) a que segue em brilho (gama) a terceira e assim por diante.

6. Desenhar um gráfico do Cruzeiro do Sul, Orion e Escorpião.


7. O que é a Via Láctea? Observar a Via Láctea no céu noturno.
Pode-se observar no firmamento uma imensa faixa irregular, esbranquiçada, que abrange todo o céu: a VIA LACTEA ou GALAXIA ou CAMINHO DE SANTIAGO. Do grego lactus e galactus = leite. É a nossa galáxia! Tem este nome porque é esbranquiçada e parece um caminho de leite no céu noturno.

8. O que é estrela da manhã e estrela vespertina? Por que ela tem estes dois nomes?
O planeta Vênus é conhecido como estrela da manhã, estrela D’alva ou estrela vespertina. Este planeta recebe este nome por ser a primeira estrela a aparecer e a última e sumir do céu e encontra-se muito próxima da Lua.

9. Explicar zênite e nadir.
ZÊNITE: Ponto em que a vertical de um lugar vai encontrar a esfera celeste, acima do horizonte, auge, apogeu e culminância.
NADIR: Ponto do céu oposto ao zênite; ponto mais baixo, tempo ou lugar onde ocorre a maior depressão.

10. O que é aurora boreal? O que a causa?
Correntes de prótons e de elétrons chocam-se continuamente com nossa atmosfera, desalojando elétrons das moléculas de nitrogênio e dos átomos de oxigênio e dando origem a energia para o fantástico espetáculo celeste que ocorre no hemisfério norte e é conhecido pelo nome de Aurora Boreal. As cortinas da Aurora revelam o alinhamento das correntes invisíveis do campo magnético estendendo-se em direção da terra. Em médias latitudes são algumas vezes observadas auroras que tomam o aspecto de finos véus avermelhados a cobrir o firmamento. No hemisfério sul ocorre a Aurora Austral.

Aves - J


1. Apresentar duas características que diferenciam as aves de todos as outras criaturas.
Possuem penas, bico, sangue quente e asas.

2. Dar o nome de três aves que não voam, mencionar o que comem, e dar o nome do país ou continente na qual cada uma delas vive.
Avestruz (Strutio camelus) – África; Ema (Rhea americana) – Américas; Quivis (Apteryx) – Nova Zelândia. Todas se alimentam de verduras e legumes, além de grãos.

3. Mencionar o dia da semana em que as aves foram criadas. Descobrir na Bíblia os nomes de cinco aves e ser capaz de mencioná-las de memória.
No 5° dia. (Gen. 1:20). Pássaros – Gên. 26; 9:2; Lev. 11:13; Sal. 8:8; 104:17; Dan. 2:38; Mat. 6:26; 8:20.
Galo (Jó 38:36; Prov. 30:31; Mat. 26:34); Águia (Ex. 19:4; Jó 9:26; Prov. 23:5); Coruja (Lev. 11:16; Isa. 34:13); Avestruz (Jó 39:13; Isa. 13:21; Lam. 4:3); Pombo (Gen. 15:9; Luc. 2:24); Codorna (Num. 11:31).

4. Escrever ou apresentar oralmente três formas pelas quais o amor e o propósito de Deus foram demonstrados na criação das aves.
I Reis 17:1-7 – Corvos traziam pão e carne para o sustento do profeta Elias, em fuga do rei Acabe.
Gen. 8:6-12 – Noé soltou um corvo e uma pomba e Deus mostrou que as águas do dilúvio diminuíram.
Ex. 16:11-21 – Deus mandou codornas para o seu povo, mostrando que sabia de suas necessidades.

5. Fazer uma lista de trinta espécies de aves selvagens, incluindo aves de pelo menos cinco ordens distintas, que você já observou pessoalmente e identificou ao ar livre.
NOTA - Colocaremos, genericamente, o nome de 70 aves para poder ajudar você a escolher: Gavião, falcão, águia, abutre, urubu, harpia, pavão, marreca, anhuma, biguatinga, garça, socó, maguari, João-bobo, calau, seriema, casuar, condor, cabeça-seca, jaburu, cegonha, sai, juriti, rolinha, pomba, gaio, gralha, corvo, araponga, anambé, mutum, urumutum, jacu, jacutinga, mandarim, grou, gaivota, turaco, pelicano, biguá, codorna, faisão, perdiz, pica-pau, flamingo, papagaio, arara, jandaia, ararajuba, tiriba, araçari, tucano, ema, coruja, mocho, avestruz, mainá, atobá, guará, colhereiro, inhambu, beija-flor, sabiá, suindara, calandra, fragata, rouxinol, pingüim, albatroz e lóris.

6. Fazer uma lista de cinco espécies de aves que você identificou pelo som, ao ar livre.
NOTA – Das 30 espécies acima, você deverá escolher 5 para identificar o som, através de imitação do som ou descrição do mesmo ao seu instrutor.

7. Fazer uma das tarefas a seguir:
aMontar um posto de alimentação e relatar que aves vieram até ali durante sete dias.
bDescobrir um ninho de passarinho, identificar a espécie do pássaro que o construiu, descrever o ninho com detalhes, observá-lo durante cinco dias, e relatar o que aconteceu ao ninho cada dia.
cMontar um bebedouro para beija-flor durante 2 meses.
1) De que consiste o néctar feito pelo homem?
2) Por que não se deve usar corante ou mel?
3) Quando o fluído do bebedouro deve ser trocado?
4) Como deve-se cuidar do bebedouro?

Aves de Estimação - J


1. Manter um pássaro, ou um casal de pássaros por, pelo menos, seis meses.
Item prático.

2. Completar um dos itens a seguir:
Item prático.
a. Se tiver um pássaro em gaiola, fazer um registro dos cuidados dispensados a ele durante, pelo menos, um mês. Incluir descrição de hábitos alimentares, necessidade de água, limpeza de gaiola, etc.
b. Se não tiver um pássaro em gaiola atualmente, mas tiver completado o item número 1 no passado, cuidar do pássaro de alguém durante pelo menos uma semana, enquanto esteja viajando, etc. , e fazer um registro dos cuidados necessários.

3. Canários:
a. Citar os nomes de quatro variedades de canários.
Canário-Belga, Canário-Assobio, Canário-da-Horta e Canário-da-Telha.

b. Apresentar uma breve história da origem e desenvolvimento dos canários.
O canário das Canárias deu origem ao tronco da espécie doméstica, que conta com numerosas variedades.

c. Dar o nome e ser capaz de distinguir cinco sementes usadas na alimentação de canários.
Gergelim, alpiste, girassol e grãos em geral.

d. Descrever resumidamente os cuidados gerais dos canários.
Água, alimentação balanceada, limpeza da gaiola, iluminação e temperatura adequada.

4. Periquitos:
a. De que país são originários os periquitos?
Brasil.

b. Descrever brevemente seus hábitos de alimentação, ninho e comportamento em geral.
Item prático. Fale sobre como você o alimentou e onde o animal dorme, de acordo com suas observações.

5. Pombos:
a. Citar e identificar seis variedades de pombos.
Pombo-Doméstico, Pombo-Torcaz, Pombo-do-Mar, Pomba-de-Bando, Pombo-do-Sertão e Pombo-Correio.

b. Descrever o tipo de alimento que comem, e cuidados gerais.
Os pombos se alimentam de grãos (ex. milho, alpiste, girassol, etc.), porém não são animais para serem criados em casa, apesar de existir uma espécie chamada pombo-doméstico, pois são animais que podem transmitir muitas doenças.

6. Quais são as leis de seu estado ou país com respeito à captura, criação e exportação de pássaros em gaiolas? Certifique-se que está agindo de acordo com a lei enquanto cumpre as exigências desta Especialidade.
Item Prático. As leis ambientais que envolvem as aves, proíbem o comércio de aves nativas sem autorização do IBAMA, vetam a criação de aves silvestres ameaçadas de extinção (como a ararinha-azul e a ararajuba) e daquelas que não são autorizadas oficialmente. Pune com multas e reclusão os maus tratos, cativeiro, extermínio e tráfico de aves e auxilia nas campanhas de conservação e reintegração de aves à natureza.


Aves Domésticas - K


1. Identificar por meio de descrição ou de fotografias pelo menos cinco raças de galinhas, como por exemplo:
a. Plymouth (de qualquer cor)
b. Wyandotte (de qualquer cor)
c. Rhode Island Vermelha
d. Orpington (qualquer cor)
e. Leghorn (de qualquer cor)
NOTA - Essas raças de galinhas mencionadas nesta pergunta podem ser substituídas por outras conhecidas no Brasil.

2. Apresentar oralmente, ou escrever um parágrafo a respeito das qualidades de cada raça em termos de ovos e produção de carne.
As galinhas brancas-vermelhas que são produtos das galinhas Carijós com galo vermelho, são as melhores poedeiras, na base de dezoito galinhas produzirem dezoito ovos diariamente, 100% de produção.

3. Identificar, através de descrição, um pato mandarim.
De porte nobre e suas penas são alvas como o algodão.

4. Identificar através de descrição, ou a partir de fotografias/figuras, três raças de aves grandes, como os perus.
As principais raças trazidas ao Brasil são mamouth bronzeado (o enorme peru bronzeado), branco-holandês (White Holland) e o bourdon canela (Bourbon Red). Os perus são criados por causa da saborosa carne. É um belo espécime, alto de pernas compridas, é robusto e manso. Os perus são iguais no porte, porém na cor variam: uns são vermelhos, outros bronzeados, mas a carne tem o mesmo sabor. Pra quem come carne é um prato cheio.

5. Identificar através de descrição ou a partir de fotografias/figuras, duas raças de gansos que podem ser criadas em fazendas, chácaras ou sítios.
O ganso Toulouse é o maior dos gansos e o mais bonito, porém o mais bravo e gritador. Se alguém se atrever a entrar no quintal onde vive um desses gansos (macho), se não correr, fica com a roupa rasgada ou ferido pela forte bicada do ganso.
O ganso de Brent é originário da América do Norte e costuma migrar, mas pode ser criado em fazendas.
O ganso-do-Canadá é o mais comum dos gansos americanos, chega a pesar de 0,5 a 8 Kg.

6. Visitar uma fazenda de avicultura, ou uma feira de avicultores, e escrever um breve relato dos vários tipos de aves observados.
NOTA – O ideal para o cumprimento deste item seria ir até um local onde se possa observar tanto a postura de ovos, quanto os cuidados gerais com alimentação, água e manejo destes animais. Uma avicultura de grande porte oferece uma boa infraestrutura para completar este item.


Cactos - J


1. Citar as principais características de um cacto.
Famílias das Cactáceas. Formam um família singular de plantas suculentas, espinhosas ou pilosas. Podem assemelhar-se a ouriços, bastões espinhosos, minúsculas pás, vasos decorados. Muitos podem ser cultivados em casa. Habitam nas regiões áridas ou semi-áridas. Seus espinhos são folhas atrofiadas, e serve para que eles não percam água inexistentes em seu interior.

2. Mencionar três utilidades dos cactos.
1) Figo da Índia é um cacto comestível.
2) O Alois (babosa) usado para dar beleza ao cabelo.
3) O agave na fabricação de cordas devido a suas fibras.

3. Em que região há mais quantidade de cactos? Por quê?
Os cactos são mais abundantes em lugares áridos ou onde há pouca chuva. Não tem uma boa adaptação a lugares úmidos e chuvosos nem, tampouco, em lugares frios. Os cactos abundam mais nos Estados do nordeste brasileiro, na chamada região da caatinga, além de estarem nos desertos de outros lugares do mundo. Eles são muito bem localizados, pois em desertos não há água e os cactos tem água dentro, aliviando os viajantes desprevenidos.

4. Conhecer e identificar ao natural, ou em fotografias, 15 espécies de cactos.
Listamos abaixo o nome vulgar de 16 cactos conhecidos:
Figo da Índia, castelinho, mandacarú, agave, havortia, mamilaria, echeveria, gasteralingua, calanchoo, dedinho de moça, rabo de gato, orelha de urso, zigocactos (flor de maio), filocactos, echinocactos, e noctocactos.

5. Fotografar, observar ou desenhar pelo menos 10 espécies de cactos, e classificá-los, ou criar pelo menos três diferentes espécimes de cactos.
NOTA – O ideal é criar alguns cactos, pois se aprende muito com a experiência. Podem ser em vasos com plantas ornamentais e se encontram em qualquer casa do ramo. Há um cacto do gênero cereus que tem os frutos comestíveis; eles usam para suporte de enxerto. Eles sobem em árvores emaranham as raízes de suporte, matando-as em pouco tempo. Quase todos os cactos têm propriedades medicinais.
Para os que não podem criar, por diversos motivos, faça desenhos caprichados, fotografe ou recorte fotos de cactos para sua coleção e apresente-os a seu instrutor de modo organizado, identificando cada um dos cactos de seu trabalho.

Cães - J


1. Dar o nome científico do cão doméstico.
Canis Familiaris

2. Citar cinco características peculiares da família dos cães.
Todos os cães domésticos são: Amigos, Companheiros, Leais, Fiéis, adestráveis, têm excelente audição e olfato e infelizmente, vivem pouco (em relação ao homem). Os ariscos são decorrentes da má criação.

3. Identificar, a partir de fotografias/figuras, ou observação natural, cinco membros selvagens da família dos cães.
Das 37 espécies, os mais conhecidos são: Lobo-cinzento, Lobo-guará, Chacal, Dingo, Raposa, Coiote, etc.

4. Identificar a partir de fotografias/figuras, ou observação natural, vinte e cinco diferentes raças de cães com pedigree.
Afegão, Basset, Beagle, Boxer, Bulldogue, Chihuahua, Chow-chow, Cocker, Collie, Dálmata, Dobermann, Dogue Alemão, Fila Brasileiro, Fox Terrier, Husky Siberiano, Labrador, Mastin Napolitano, Mastiff, Pastor Belga, Pitt Bull, Poodle, Rotweiller, São Bernardo, Setter Irlandês, Sheepdog eYorkshire.

5. Mencionar cinco contribuições da família dos cães ao homem.
Guia de cegos, farejador de drogas, guarda residencial, pastor de ovelhas, auxiliar de polícia e companheiro para pessoas mais solitárias ou idosas.

6. Dar o nome da menor e da maior raça de cães.
A menor é sem dúvida o Chihuahua.
A raça que atinge a maior estatura é o Dogue Alemão. Não é o Mastiff ou São Bernardo.

7. Escrever ou descrever oralmente o valor, para o homem, dos seguintes cães: guia de cegos, São Bernardo, pastor, collie e esquimó.
Ao que se pode entender é para ser feita a associação do Pastor Alemão como guia para cegos e o São Bernardo como auxiliar para os esquimós. Daí você pode descrever as utilidades destes cães para estes fins e os benefícios que se pode trazer esta associação com o homem. Assim como o Collie como pastor de ovelhas. Visto que não existe cão da raça esquimó ou guia de cegos.

8. Escrever ou apresentar oralmente sobre as contribuições especiais que os cães deram ao homem em tempo de guerra.
Em guerra os cães podem farejar bombas, servir de mensageiros, cuidar de armazéns, saltar de pára-quedas no campo inimigo, além de combater diretamente no front.

9. Identificar, pessoalmente, ou por fotografias/figuras, cinco cães que são classificados como “toy” (anões).
Poodle toy, Schnauzer, Pintcher, Chihuauhua, Dachshound, Lulu da Pomerânia e Yorkshire Terrier

10. Qual é o único cão que tem a língua inteiramente azul ou preta?
Chow-Chow. Na verdade ela é encontrada também no Shar-pei, ambos chineses.

11. Qual o cão mais rápido?
Greyhound ou Galgo Espanhol.

12. Que cão dentro os tipos “toy” tornou-se mais popular?
O Poodle, por ser afetivo, brincalhão e bonitinho. Antigamente era o pequinês, hoje está um pouco sumido.

13. Que cão tem sido muito útil para seguir e encontrar criminosos?
Bloodhund. O Retriever do Labrador e o Pastor Alemão também são ótimos farejadores.

14. Escrever ou contar uma história sobre um cão.
Vai da sua criatividade.


Cães - Cuidado e Treinamento - K


1. Descrever os passos que devem ser tomados nas seguintes áreas do cuidado de cães:
a. Seleção - para selecionar um cão você precisa analisar muitas coisas, dentre elas é o espaço físico para se ter um cão. Se você mora num apartamento, o cão deve ser pequeno, de raças anãs de preferência. Se tiver um grande quintal, o cão pode ser grande também. Se quiser um cão para segurança da casa, procure os mais adequado para a função, geralmente de grande porte. Se ele for ficar muito dentro de casa, deve ser obediente e quieto por natureza, a raça caracteriza essas qualidades. Cães sem raça definida (vira-latas) são imprevisíveis quanto ao comportamento. Se você quer um cão que não dê muito trabalho para banhos, procure um que tenha pêlo curto. Quando comprar num pet shop ou feira, procure o que está sem problemas nos pêlos, pele, orelhas e olhos. Não pegue o mais quieto (pode estar doente), nem o mais ative (pode dar muito trabalho), pegue o intermediário, após avaliar todos os fatores e qualidades da raça em questão. Há diversos outros fatores que podem ser avaliados.
b. Registro - os cães de raça pura podem receber um registro, que consiste numa certidão de nascimento, mostrando quais são seus pais, avós, características específicas e de comportamento, é o chamado Pedigree. Com ele você pode cruzar seu cão com outro que também possua o registro e vender os filhotes de raça pura por boa soma de dinheiro, perpetuando a raça do seu cão.
c. Imunização/vacinação - os cães devem ser vacinados quando completarem 2 meses (60 dias) com a V8 (vacina que imuniza o cão de 8 doenças virais comuns: parvovirose, cinomose, coronavirose, leptospirose, parainfluenza, adenovirose, hepatite infecciosa e tosse dos canis). A 2ª dose é dada com 3 meses (90 dias) com a V8 de novo. A 3ª dose é dada aos 4 meses (120 dias) com a V8 e raiva juntas. Depois se faz o reforço anual, dando a V8 e raiva todos os anos. Caso você não saiba se o cão é ou não vacinado, vá ao veterinário assim mesmo, melhor vacinar demais do que de menos. As raças rottweiler e doberman são vacinadas uma 4ª vez por serem mais sensíveis às viroses.

2. Fazer pelo menos dois dos itens a seguir:
a. Descrever o que pode ser feito para remover pulgas, carrapatos e piolhos de seu cachorro.
Esses problemas podem ocasionar muito incômodo aos cães. As pulgas causam doenças como dermatites e vermes (Dipilidium caninum) e os carrapatos também: Babesiose e Erliquiose. Para acabar com estes problemas, muitos produtos existem, de sabonetes e xampus à pomadas e sprays. Mas muitos se mostram de pouca eficiência. Algumas das causas são as seguintes: o princípio ativo não é eficaz contra o agente ou está se tratando apenas o animal (para cada 1% das pulgas no cão, 99% estão no ambiente em formas mais rudimentares). O veterinário é a pessoa indicada para lhe passar o melhor tratamento para o seu cão. Alguns produtos matam pulgas mas não são eficientes para carrapatos, converse com o veterinário e veja o melhor para seu cão.
b. Mencionar algumas doenças, pestes e vermes que podem atacar os cães.
- Viroses: parvovirose, cinomose, coronavirose, leptospirose tipo I e tipo II, raiva, adenovirose, hepatite infecciosa, entre outras.
- Vermes: dirofilariose, babesiose, ancilostomose, ascaroses, erliquiose, além de várias outras, inclusive aquelas passadas de mãe para filhote, via placentária (como o Toxocara).
- Bactérias e fungos: otites e dermatites (como escabiose, pênfigo foleáceo e piodermite), dermatofiloses, micoses contagiosas, entre outras.
c. Explicar o que deve ser feito após uma mordida de cão.
Lavar com água e sabão. Se a mordida for mais forte e sangrar muito, abrindo um grande ferimento na pele, vá para o hospital tratar. Lembre-se de verificar se o cão está com raiva, para fazer o tratamento adequado. O tratamento preventivo da raiva é feito no Instituto Pasteur (Av. Paulista, São Paulo - S.P) apenas para pessoas que trabalham com cães (criadores, veterinários, etc.).

3. Descrever como se ensina o filhote a não sujar a casa.
Alguns dos cuidados básicos que devem ser seguidos são os seguintes:
- Alimentação: a melhor alimentação é a ração (de boa qualidade e procedência adequada, sendo uma marca que seja confiável). Ela é completa e deve ser dada 2 a 4 vezes ao dia. Dando apenas 1 vez, o cão fica com muita fome e acaba comendo muito rápido, acumulando muita comida no estômago, ameaçando ter uma torção gástrica se o animal fizer um exercício físico forte e repentino (como correr para latir no portão).
- Água: deve ser dada a vontade. Limpe a vasilha com freqüência, pois locais úmidos são ótimo local para procriação de bactérias e fungos. Se o eu animal bebe certa quantidade de água e passa a beber muito e urinar muito de repente, procure o veterinário.
- Banho: particularidades sobre o banho são descritas no item 4.
- Outros: cuidar da pele e pêlos, vacinação, parasitas, etc.

4. Explicar, em detalhes, como dar banho num cão, e como cuidar de sua higiene geral.
Os banhos devem ser dados após ter imunizado o cão com as 3 doses da V8 e raiva (15 dias depois da última dose). Para dar banho, tome o cuidado de colocar algodão nos ouvidos do cão (otites são muito comuns em cães). Os sabonetes e xampus devem ser específicos para não causar alergias ou dermatites. Se ocorrer alguma reação, suspenda o uso e procure um veterinário. O cão deve ser seco o quanto antes, pois molhado fica muito susceptível a pegar doenças. Procure escovar o pêlo do cão, cortas as unhas e limpar as orelhas com cotonetes.
Mantenha o local onde ele vive sempre limpo, retirando os excrementos e lavando os locais onde urinou. Lave as vasilhas freqüentemente, tanto de água quanto de comida.

5. Ter completa responsabilidade pela alimentação de de um cão durante dois ou três meses.
NOTA - Lembre-se dos conselhos do item 3 para realizar este item prático.

6. Treinar seu cão até que possa demonstrar, com sucesso, o seguinte:
a. Junto: o cão caminha à sua esquerda, e pára ao seu comando.
b. Comando "Parado": o cão fica ao seu lado, sem cheirar pessoas, postes ou outros cães.
c. "Parado para exame": o cão fica parado e permite que estranhos o toquem.
d. Comandos de chamado e sentar: o cão vem quando é chamado, senta-se à sua frente e, ao ouvir comando, posiciona-se do seu lado esquerdo.
e. Sentar e deitar durante longo tempo: seu cão fica sentado ou deitado (qualquer um dos dois comandos) enquanto você executa várias atividades.

* Se possível, os cães e seus donos (ou quem estiver fazendo a especialidade) deveriam obter informações com um adestrador qualificado, de preferência num local específico de treinamento. Um certificado de adestramento em qualquer tipo de obediência canina será aceito para esta especialidade.

Climatologia - J


1. Explicar como os seguintes fenômenos se formam: neblina, chuva, orvalho, neve, granizo e geada.
a. Neblina - e causada pôr gotinhas de água.
b. Chuva - á a precipitação na forma de gotas de água de tamanho visível que caem das nuvens.
c. Orvalho - gotículas de água que se formam sobre a superfície exposta ao ar devido a condensação do vapor de água existente na atmosfera. É formado quando o vapor da água se difunde no ar em direção ao solo. É formado da água que se difunde no solo.
d. Neve - precipitação atmosférica de pequeninos cristais de gelo, em hexagonais, mas que podem assumir forma achatada. Para isso e necessário estar abaixo do ponto de congelação.
e. Granizo - Chuva de pedrinhas de gelo. O granizo e a precipitação na forma de grãos ou pedaços de gelo. Ocorrem de modo geral nos temporais.
f. Geada - É a umidade atmosférica o que se forma sobre o solo, planta e edifícios, quando a temperatura desce abaixo de 0ºC, ponto de congelamento da água.

2. Identificar no céu, ou em fotografias, os seguintes tipos de nuvens: cirros, cúmulos, nimbos e estratos. Que tipo de tempo está associado a cada uma delas?
Formação das nuvens: Aglomeração de gotículas de água existente na atmosfera Quando se condensam tornam-se visíveis em nuvens quando esta em nível superior, ou como um nevoeiro quando se aproximam do solo. As nuvens formam-se quando o vapor de água existente na atmosfera na presença de núcleo de condensação, como por exemplo, de pó, fumaça e sal da evaporação do mar.
Classificação das nuvens:
As nuvens dividem-se em três classes que são: baixas, médias e altas.
NUVENS BAIXAS:
1º) Estrato é uma camada cinzenta, parecendo o nevoeiro mas não encosta no solo.
2º) Nimbo estrato é a nuvem da chuva ou neve.
3º) Cúmulo espessa branca parece com algodão ou urna couve flor
4º) cumulo nimbo- vista a distância parece uma montanha. a nuvem da trovoada. Ao se espalhar pelo céu, o cobre, ai vem a chuva, relâmpago e trovoada.
Estrato Cumulo - é um conjunto de nuvens brancas orladas por manchas cinzentas.
NUVENS MÉDIAS:
1º) Alto estrato - são uniformes em forma de lençol branco
2º) Alto cúmulo - são nuvens pequenas, globulares com aparência de pratos; são claras, estão em grupos ou em fileiras.
NUVENS ALTAS:
Cirros - são geralmente fibrosas.
1º) Cirros - chamadas "caudas de cavalos"
2º) Cirros estratos - nuvens finas brancas que cobrem o céu sem esconder o sol deixando-o fosco como se fosse derramado leite.
3º) Cirro cúmulo -muito bonitas vistas do avião voando por cima delas. Parecem novelos arredondados de lã, todos colocados em ordem, ou flocos de algodão ou de neve.
4º) Cirro-bigorna - são nuvens com aparência de bigorna geralmente são vistas pôr cima do cumulo-nimbo, nuvem de trovão.

3. Explicar a ação de um termômetro de mercúrio, barômetro de mercúrio, barômetro aneróide e pluviômetro.
Termômetro marca a temperatura do ar ou da atmosfera quente ou fria.
O Barômetro - instrumento com que se mede a pressão atmosférica.
Pluviômetro - instrumento destinado a medir a quantidade de chuva que cai num lugar durante o tempo determinado.

4. Por que é possível haver chuva de um lado de uma montanha, e estar seco o outro lado? Dar uma ilustração em seu país ou região.
a. Por que é mais fresco e úmido nas montanhas, do que nos vales?
b. De que direção geralmente vem a chuva e o tempo bom em sua região?
NOTA – Este item deve ser feito conforme a região em que você mora, explicando os fenômenos de acordo com o clima regional.

5. Demonstrar, com ajuda de um diagrama, como a relação da Terra com o Sol produz as diferentes estações.
NOTA – Faça um diagrama com o Sol no centro e a Terra a circulá-lo, mostrando que a distância do Sol em relação a Terra leva a calor na proximidade do Sol, frio quando ele se distancia, etc.

6. O que causa os raios e trovões? Quais os tipos diferentes de raios que existem?
Ocorrem por descargas elétricas entre a nuvem e a Terra. O raio é a parte luminosa e o trovão é o barulho decorrente da descarga elétrica. O raio vem sempre antes do trovão (porque a velocidade da luz é maior que a do som). O raio é o clarão que dá e corta o céu como uma espécie de risco amorfo no céu. O relâmpago é um tipo diferente de raio, é um clarão em todo o céu, rápido e vivo.

7. Com auxílio de um diagrama, demonstrar o que é convecção. Qual é sua relação com o vento?
NOTA – A convecção é a transmissão de calor pelo ar, através do movimento ou circulação das partes aquecidas. Mostre no diagrama como o vento pode ser alterado com este fenômeno.

8. Explicar como radares, satélites e computadores são usados na previsão do tempo.
Os radares meteorológicos registram as mudanças de clima, como ventos, temperatura, umidade, etc. Eles e os satélites (que tiram fotos de locais onde querem fazer a previsão) irão enviar as informações para os bancos de dados dos computadores as agências climáticas que irão avaliar com os meteorologistas as condições do tempo em questão e o que devemos esperar para os próximos dias de acordo com o que está ocorrendo e a experiência que já se tem das previsíveis ações do clima na região.

9. Explicar como estes podem afetar o tempo:
a. ventos fortes – Ventos muito fortes, geralmente, provenientes do mar, podem ocasionar ciclones, tufões ou furacões, destruindo completamente o que encontram em seu caminho.
b. erupções vulcânicas – Ocasionam, além da chuva de material magmático nas redondezas, um mar de lava que percorre e destrói tudo que encontra. Como ocorreu em Pompéia, no passado.

10. Fazer um desenho mostrando o ciclo de água na meteorologia.
NOTA – As águas dos rios e mares evaporam com o calor e ao chegar a uma determinada altura se resfriam e formam as nuvens, depois caem em forma de chuva. Represente isso no seu desenho.

11. Fazer um cata-vento ou pluviômetro.
Nota – Item prático. O cata vento é muito simples de ser feito. O pluviômetro pode ser feito com uma garrafa de refrigerantes, contada em baixo e virada de ponta-cabeça, colocando um recipiente para registrar o tanto de chuva no período.

12. Manter um quadro meteorológico durante uma semana, e registrar leitura do tempo a intervalos de 12 horas. Incluir o seguinte:
a. Temperatura
b. Umidade (orvalho, neblina, chuva, geada, neve)
c. Formação de nuvens
d. Direção do vento

NOTA – Faça na forma de tabela e, se possível, inclua gráficos no seu projeto, mostrando toda a mudança climática no período de uma semana.

Conchas e Moluscos - K


1. O significa o termo “molusco”?
Animal de corpo mole desprovido de ossos ou quitina, protegido por concha calcária.

2. Identificar em conchas, ou fotografias/figuras:
a. manto – pele dupla que recobre o corpo do animal, isto é, as vísceras.
b. bisso – fios de seda com os quais o molusco bivalve se firma nas rochas.
c. rádula – língua cheia de dentículos, nos gastrópodes.
d. válvula – cada uma das peças sólidas que revestem um molusco.
e. linha dorsal – linha que se encontra nas costas do molusco, onde está inserida a concha.
f. vértice –  ponto culminante da concha.
g. opérculo – tampa membranosa ou calcaria que fecha a boca da concha. Ocorre em caracóis e outros.
h. canal – tubo de entrada e saída de água.

3. Todas as conchas podem ser encontradas nas praias? Onde podem ser encontradas? Que áreas do mundo fornecem maior variedade de conchas?
Não, há alguns moluscos que vivem na terra. O caracol é um exemplo de um molusco que tem uma concha nas costas e vivem em jardins. Mas a maior variedade de conchas pode ser encontrada em áreas litorâneas de clima tropical, trazendo várias espécies que vem do mar arrastadas pela força da maré.

4. Descrever o movimento de conchas de um lugar para outro.
Os moluscos vivem em conchas e possuem uma massa muscular que permite o molusco locomove-se.

5. Como os animais que vivem em conchas se protegem?
Os moluscos são animais muito sensíveis aos predadores. Aqueles que vivem em conchas estão, muitas vezes, com parte de seu corpo para fora dela. Quando um predador se aproxima, o molusco se esconde dentro da concha, que é muito dura e desanima o predador, que desiste da captura e o molusco se salva.

6. Como são feitas as conchas, e de que material são feitas?
As conchas são constituídas de carbonato de cal e uma substância, a concholina.
7. Listar e explicar cinco utilidades das conchas para o homem.
Serem para coleção, enfeites, cal, farinha de conchas para aves. Os moluscos alimentam-se de plantas e outros moluscos. Arrastam-se e desovam.

8. Explicar os termos univalve e bivalve, em relação às conchas.
Univalve – constituído de uma única concha (caramujo).
Bivalve – constituído de duas conchas (ostras).

9. Mencionar, em termos comuns, cinco diferentes classes de conchas, e ter pelo menos uma de cada classe em sua coleção.
a. Anfineuros: possuem duas filas de nervos em cada lado. Ex: chitao.
b. Escafópodes: de conchas tubulares chamadas presa de elefante.
c. Gastrópodes: tem o pe no ventre, é fluvial, terrestres e marinhos. Os gastrópodes são univalves.
d. Pelecípodes: ou lamelibrânquios. Pé-lâmina-de-machado, bivalve.
e. Cefalópodes: pés na cabeça. Polvos, lulas, sepias e nautilus.

10. Fazer uma coleção de 20 conchas diferentes, e explicar onde cada uma é encontrada, quando chegou as suas mãos, e classificar cada uma.
NOTA – O melhor lugar para se colher conchas é, sem dúvida, uma praia. Recolha as que estiverem inteiras, limpe-as cuidadosamente, coloque-as num mostruário e faça a legenda indicada para cada uma delas. Não esqueça das conchas de moluscos terrestres, que também podem ser incluídas na coleção e conseguidas com facilidade.

11. De onde vêm as pérolas? Que incrível lição à pérola nos ensina? (Leia Parábolas de Jesus, págs. 115-118).
As pérolas são feitas de cristais de carbonato de cálcio unidas por matéria orgânica no interior das conchas perlíferas. As conchas perlíferas nos ensinam lições na edificação do caráter. Parábolas de Jesus, pág. 115 a 118.

12. Quais dos textos bíblicos abaixo nos falam que:
a. As criaturas aquáticas foram criadas no quinto dia.
Gênesis 1:20 e 21
b. A quantidade de criaturas aquáticas é inumerável.
Salmos 104:25
c. As criaturas das águas perecem fora da água.
Isaías 50:2
d. Jó considerava os corais de grande valor.
Jó 28:18e. Salomão tinha conhecimentos sobre a vida marinha.
I Reis 4:33f. Jesus usou um produto de conchas duas vezes para ensinar uma lição espiritual.
S. Mateus 7:6 e 13:45g. Uma mulher de negócios vendia as famosas tintas de cor púrpura, retiradas de múrice de conchas do Mar Mediterrâneo.
Atos 16:14
h. Paulo condenava o uso de pérolas.
I Timóteo 2:9i. Moluscos não são apropriados para comer.
Levíticos 11:9
j. As dozes portas da Cidade Santa são doze pérolas.
Apocalipse 21:21

Conservação Ambiental - K


1. Qual é a diferença entre ecologia e conservação ambiental?
Ecologia é estudo dos ecossistemas;
Conservação ambiental é estudo de formas de como proteger os ecossistemas de hoje.

2. Escrever uma redação de 500 palavras sobre como o aumento da população humana está ameaçando nossa existência na Terra.
NOTA - O problema básico existente no crescimento da população é que excede a capacidade de industrialização, recursos produtores de alimento, e serviços básicos, como: educação, hospitais, etc., coisas que permitem o mantimento de, pelo menos, o nível de vida. Uma pessoa encontra cifras indicando, por exemplo, que a América Central está duplicando sua população a cada 17 anos, mas sua produção de alimento aumenta somente alguns pontos a cada década, a industrialização fica estagnada ou em recesso, mal administrada pelo governo e empresários, serviços aumentando muito devagar, etc. Soluções são muitas, mas requerem certos elementos os quais os ricos e poderosos não tem ou não desejam pôr em funcionamento. Distribuição adequada das riquezas, honestidade, preocupação pelo bem-estar de outros seres humanos, motivação para controle de população, motivação desinteressada por parte da maioria "para o bem da humanidade", etc., mas como imoralidade, avidez, desonestidade, amor próprio acima dos outros, são parte natural das forças humanas, as conseqüências serão sofridas por todos até a intervenção de Deus.

3. O que significa o termo "morte" de um lago ou rio? Há algum lago ou rio em sua região ou cidade, que é classificado como "morto"?
É um rio onde não há mais vida, o teor de oxigênio é zero. Isso ocorre por fatores como: fábricas perto contaminando o ar e a água, empresas químicas descarregando na água, fazendas uso de inseticidas, etc. Na região paulistana, encontramos o rio Tietê, cortando toda a cidade. Ele é considerado um rio “morto”.

4. Realize uma investigação num pequeno riacho que passe que passe dentro ou perto de sua cidade. Verifique o seguinte:

Sinais de pureza
a. Abundância de pequenos peixes
b. Água visualmente clara, e com odor agradável
c. Margens do riacho cobertas de vegetação até perto da água
d. Pequenas quantidades de alga verde na água (de coloração verde claro)
e. Existência de algumas plantas aquáticas como a taboa, erva do campo ou pontedéria.
f. Existência de tartarugas
g. Existência de lagostins sob as pedras do riacho
h. Crescimento de ervas daninhas na areia das margens, indicando um nível de água relativamente estável

Sinais de Deterioração e Morte
a. Presença de grandes massas de alga azul-verde (coloração verde escuro)
b. Margens marcadas por nível de água durante as chuvas
c. Água com odor pútrido
d. Presença de espuma de detergentes/agentes químicos
e. Lixo nas margens e dentro da água, perto das margens
f. Água repleta de sedimentos
g. Ausência de insetos aquáticos e peixes
h. Presença de esgoto
i. Presença de óleo na superfície da água
j. Ausência de salamandras e rãs sob as pedras do riacho
k. Depósito ou fábricas jogam resíduos nas águas do riacho

5. Se o seu riacho demonstra alguns dos sinais de deterioração acima, faça alguma coisa para despoluí-lo. A maioria das pessoas não pensa muito nestas coisas, e fica satisfeita em cooperar se alguém lhes conscientizar da situação. Organizar um grupo de jovens para ajudá-lo a recolher o lixo das margens do riacho. Conseguir que empresários forneçam caminhões ou pick-ups para ajudar na campanha.
NOTA – Se esta especialidade for feita pelo Clube todo e você é o instrutor, faça um projeto e tente desenvolvê-lo com a maior abrangência de membros possível. Dê a cada um deles uma função específica no projeto e coloque todos para trabalhar. Seria muito bom que o Clube fotografasse a ação dos desbravadores, não somente para o arquivo fotográfico do Clube, mas para enviar a entidades ou imprensa e mostrar o trabalho que o Clube de Desbravadores pode desempenhar em auxílio ao meio ambiente.

6. Fazer uma visita ao depósito de lixo de sua cidade ou bairro, e ver como se lida com o lixo. Descobrir:
a. Quantas toneladas de lixo são jogadas diariamente?
b. Que tentativas são feitas para se reciclar parte desse lixo?
c. Parte do lixo é queimada, ou é todo enterrado?
d. Qual é o custo, por pessoa, por ano, para lidar com o lixo em sua cidade?
e. O que acontece com os carros que não servem mais para nada em sua região?

7. Fazer uma visita a uma usina mais próxima. Desenhar um diagrama detalhado do que acontece ao lixo líquido e sólido, do momento em que entram na usina, até saírem. Em que estado sai o lixo? Há qualquer outra utilidade para este lixo?
Item prático.

8. Se possível, visitar uma usina de purificação de água. Construir um diagrama dos passos para a purificação da água, do momento em que entra na usina até sair para ser distribuído em residências e estabelecimentos comerciais. Através da leitura e discussão com funcionários da usina, determinar se as fontes de água do futuro serão suficientes para a demanda.
Item prático.

9. Ler e escrever um resumo de um livro sobre questões do meio ambiente.
NOTA – Você pode escolher livros que falem sobre: Extinção de espécies nativas, água (seu presente e futuro), desmatamento (da Amazônia e reservas federais), lixo urbano, poluição (ar, água, sonora, visual), reciclagem, entre outros.

10. O que são espécies raras e em perigo de extinção? Descobrir que esforços estão sendo feitos para proteger tais espécies em sua região. O que você pode fazer para ajudar? Escrever uma redação de 300 - 500 palavras sobre suas idéias.
Algumas espécies de animais e vegetais estão sendo, a cada dia, destruídos pelo homem. Através da matança e comércio de animais silvestres e plantas nativas. Com isso, diminui-se o número de espécies no ambiente, o que caracteriza a raridade e o perigo de extinção. O governo, através de entidades como o IBAMA, tenta converter o máximo de esforços na fiscalização desta predação da natureza. Os infratores podem receber multa ou reclusão de tempo variável. Algumas organizações não-governamentais (ONGs) estão promovendo a criação e reintegração de algumas espécies na natureza, mas é melhor previnir do que remediar. Nós podemos ajudar não comprando espécies silvestres e denunciando os infratores.

Flores - K


1. Desenhar ou fotografar 35 tipos de flores silvestres e identificá-las corretamente.
Item prático.

2. Desenhar e classificar corretamente, ou apontar numa flor ao natural, as partes da mesma: pistilo, estame, pétala e sépala.
Pistilo – Unidade do gineceu, composta de ovário, estilete e estigma.
Estame – Órgão floral masculino, formado pelo filamento que contém sacos polínicos.
Pétala – Cada uma das partes distintas da corola.
Sépala – Cada uma das peças que forma o cálice das flores.

3. Dar o nome de seis famílias de flores e suas características peculiares. Dar o nome de pelo menos duas flores de cada família.
a) Malváceas - Gerânio, Ibiscos, Quiabo.
b) Aréceas - Anturio, Copo-de-Leite.
c) Ypomeáceas - ipoméia, Batata-doce.
d) Violáceas - Amor-perfeito, Violetas.
e) Compostas - Margarida, Zinia, Mal-me-quer.
f) Bignoneáceas - Flor-de-Ipê, Caroba.

4. Descrever o ciclo de vida de uma flor em particular, incluindo o papel dos insetos ou vento na polinização.
Para observar o nascimento e o crescimento de uma flor o melhor exemplo é o da zinia ou capitão. Coloca-se a semente no solo, cobre-se levemente para que o pardal não coma; vem a chuva regar e o sol aquecer, logo sai as cotiledoneas, duas folhinhas, em seguida mais o embrião que também são duas folhas e daí vão crescendo a folha oposta na altura de doze centimetros, surge no meio das ultimas folhinhas um botãozinho meio vermelhinho, depois de alguns dias desabrocha uma linda flor composta; aparecem as borboletas; monarca, papilo, rabo de andorinha, Dione vanilaeAnartia amatema, todas elas vem sugar o doce nectar e ao mesmo tempo levam nas patinhas o pólen para as outras flores da mesma espécie, fertilizando-as.

5. Citar pelo menos duas plantas que sejam venenosas ao toque, e mencionar, se houver, alguma que exista em seu bairro.
a) Aroeira - dá erupção na pele e incha, causando coceiras.
b) Urtiga - produz uma dorzinha irritante por várias horas. Existem no local duas espécies de urtigas.

6. Fazer três das exigências a seguir:
a. Desenhar ou fotografar uma série de pelo menos seis flores, mostrando, na ordem, as cores do arco-íris – vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, violeta.
Alguns exemplos: Vermelho (ibiscos), Alaranjado (verbenas), Amarelo (São José), Verde (beijo-de-frade), Azul (amarantos) e Violeta (cosmos).

b. Apresentar flores frescas, secas ou prensadas que tenham: cinco pétalas, quatro pétalas, três pétalas, nenhuma pétala.
5 (beijo-de-frade), 4 (flor-de-calancho), 3 (flor-de-trapueraba) e nenhuma (marcélia e amaranto).

c. De olhos vendados, distinguir e dar o nome de duas entre cinco flores silvestres ou cultivadas, usando apenas o sentido do olfato.
Item prático.

d. Alistar flores que você observou enquanto eram visitadas – para fins de alimentação – por:
a) Pássaros - brinco-de-princesa e ibisco.
b) Abelhas - flor-de-cerejeira, pessegueiro.
c) Borboletas - ziniz, cosmos, sempre-viva.
d) Mariposas - são noturnas, não se pode observar
e) Besouros - flor-de-trepadeiras, ipomeas
 
e. Observar uma flor durante pelo menos dez minutos, à luz do sol, e pelo menos dez minutos após o anoitecer, e relatar os insetos que a visitaram. Mencionar o número de visitantes, e o nome da flor.
Item prático.

Fósseis - K


1. Fazer uma coleção de pelo menos dez diferentes tipos de fósseis, com o nome e localização geográfica de cada. Pode-se usar fita adesiva para anotar os nomes.
NOTA – Para o cumprimento deste item, o candidato deverá acompanhar um geólogo como seu instrutor durante algum tempo, conhecendo todos os métodos e rotina da paleontologia e geologia.

2. Dar uma breve definição das palavras a seguir em seu caderno: geologia, fósseis, catastrofismo, pelecípode, graptolite, trilobita, dinossauro, mamute, mastodonte, crinoite, lingulo, foraminífera, radiolário, paleozóico, mesozóico, cenozóico, pleistoceno, paleontologia, paleobotânica e braquiópode.
Geologia – ciência que trata da origem e constituição da Terra.
Fósseis – restos de corpos organizados encontrados no seio da Terra.
Catastrofismo – teoria que acredita que ocorreu uma catástrofe e proporcionou a morte de vários animais.
Pelecípode – organismo animal bivalve do período cambriano e extinto em período subseqüente.
Graptolite – nome genérico dado a pedras que tem desenhos em sua superfície.

Trilobita – organismo animal proveniente do período cambriano e extinto em período subseqüente.

Dinossauro – classe de grandes répteis extintos na era mesozóica.
Mamute – paquiderme semelhante ao elefante, extinto há muito anos.
Mastodonte – proboscídeo fóssil que apareceu no Oligoceno e se extinguiu no Pleistoceno tardio.
Crinóide – espécie de equinoderme semelhante a uma planta, proveniente do período secundário.

Lingulo – organismo animal que viveu no período cambriano e foi extinto em eras posteriores.

Foraminífera – grupo marinho predominante durante o período paleozóico.

Radiolário – ordem de protozoários que compõe o plâncton marinho.
Paleozóico – período mais antigo da Idade da Pedra.

Mesozóico – compreende o período cretáceo (formação das rochas sedimentares e vulcânicas) e jurássico (existência de mamíferos e répteis).

Cenozóico – período mais recente, onde temos a formação da Terra nas condiçõea atuais.
Pleistoceno – primeira época do período quaternário.
Paleontologia – estudo de espécies desaparecidas, baseado em fósseis.
Paleobotânica – estudo de espécies vegetais desaparecidas, baseado em fósseis.
Braquiópode – organismo animal proveniente do período cambriano e extinto em período subseqüente.

3. Fazer um dos itens a seguir:
a. Visitar uma camada de fósseis para reunir espécimes. Fazer um relatório oral ou por escrito da excursão.
b. Visitar um museu onde há fósseis em exibição, e fazer um relatório oral ou por escrito da excursão.

4. Descrever o processo apropriado para remoção de espécimes delicados. Dizer como o esqueleto de um dinossauro ou outro fóssil de proporções gigantescas deveria ser removido. Por que principiantes não devem retirar estes espécimes? O que deveria ser feito pelo principiante quando encontra um fóssil claramente valioso?
Por serem animais que viveram a muito tempo e estão conservados na forma de fósseis, são considerados raros e, portanto, valiosos para os geólogos e paleontólogos. Sabendo disso, deve-se tomar o máximo de cuidado ao encontrar um, pois são muito frágeis, por serem muito antigos. Os especialistas devem ser encarregados de retirar os espécimes. Se um novato encontrar um indício de fóssil, ele deve comunicar os especialistas, que farão a remoção com os materiais e métodos adequados. Se um principiante resolver tirar sozinho, sem ajuda especializada, poderá danificar o precioso material. Nunca puxe o fóssil, sempre cave em volta até ele ficar totalmente solto para ser retirado por inteiro.

5. Descrever o processo de limpeza dos espécimes assim que são retirados, para prepará-los para o museu. Passar por todo o processo preparatório de pelo menos um espécime a ser exposto, e colocá-lo num local onde possa ser observado.
Os espécimes devem ser limpos com delicadeza, através de espanadores e materiais específicos. A utilização de produtos químicos é contra-indicada, ao menos que um profissional autorize uma substância cientificamente benéfica para o fóssil. Ele deve ser limpo de modo a que todos vejam e entendam o que representa o fóssil.

6. Explicar a diferença entre as explicações dadas por evolucionistas e criacionistas diante da presença dos fósseis.
Os criacionistas acreditam que ocorreu um dilúvio universal. Segundo o relato bíblico, apenas alguns animais selecionados e uma família de oito pessoas foram poupados daquela catástrofe. Não só do céu caia água como das profundezas da Terra jorrava água para cobrir a Terra naqueles quarenta dias de intensa tempestade. Os animais mortos neste período foram sendo encobertos pela água e rocha, formando camadas na Terra e os fósseis foram produzidos em decorrência de tudo isso (mais informações no livro Origens, de Ariel Roth, da Casa Publicadora Brasileira).
Os evolucionistas acreditam que o registro fóssil se dá pelo fato de, há milhões de anos, muitos animais terem vivido e morrido, sendo enterrados e formando fósseis. Alguns sugerem que os fósseis se formaram pela ação de fluídos em concentração. O desastre que, segundo eles, matou os dinossauros, auxiliou na formação de alguns fósseis há milhões de anos atrás. Todos esses fósseis foram produzidos após a chamada “explosão cabriana” onde surgiram os animais que existem hoje.

7. Que explicação há para a existência de animais congelados nas regiões árticas. Que explicações se dá para a sua condição e quando, provavelmente, viveram na Terra?
Como conseqüência do pecado, o clima na Terra mudou muito. As condições climáticas causaram drásticos acidentes. Animais que foram submergidos no dilúvio, depois foram congelados com as condições climáticas alteradas. Estes animais viveram desde a criação. Os evolucionistas contestam, dizendo que estes animais apareceram depois de bilhões de anos na cadeia evolutiva, na “explosão cambriana”.

8. Cite textos da Bíblia e do Espírito de Profecia para explicar a origem do seguinte:
a. Carvão - Nesse tempo imensas florestas foram sepultadas. Estas foram depois transformadas em carvão, formando as extensas camadas carboníferas que hoje existem, e também fornecendo grande quantidade de óleo. O carvão e o óleo freqüentemente se acendem e queimam debaixo da superfície da Terra”. Patriarcas e Profetas, pág. 108.

b. Petróleo - Pelo mesmo meio a prata e o ouro, a madeira escolhida e as pedras preciosas, que tinha enriquecido e adornado o mundo antes do dilúvio, e que os habitantes haviam idolatrado, foram escondidos da vista e alcance dos homens, acumulando a ação violenta das águas, terra e pedras sobre esses tesouros, e nalguns casos formando mesmo montanhas sobre eles”. Patriarcas e Profetas, pág. 108.

c. Fósseis - Todos os lugares estavam juncados de corpos mortos de homens e animais. O Senhor não permitiria que estes ficassem a decompor-se e contaminar o ar; fez, portanto, da Terra um vasto cemitério. Um vento violento que fez soprar com o fim de enxugar as águas, removeu-os com grande força, levando mesmo em alguns casos os cumes das montanhas, e amontoando árvores, pedras e terra em cima dos corpos dos mortos”. Patriarcas e Profetas, pág. 108.

d. Calcário - Assim as rochas são aquecidas, queimada a pedra de cal, e derretido o minério de ferro. A ação da água sobre a cal aumenta a fúria do intenso calor, e determina os terremotos, vulcões e violentas erupções. Vindo o fogo e a água em contato com as camadas de pedra e minério, há violentas explosões subterrâneas, as quais repercutem como soturnos trovões.” Patriarcas e Profetas, pág. 109.

Fungos - K


1. Dar os nomes de cinco classes de fungos e exemplos de cada um.
1) BASÍDEOSPORADOS: com células alongadas trazendo outros esporos. Exemplo: Políporo.
2) TECASPORADOS: como esporos encerrados em tecas. Os esporanjos são providos de opérculos. 
Ex.: Esféria.
3) CLINOSPORADO: esporos nascem de um conceptáculo filamentoso chamado clinonondio. A maioria desta família são parasitas. Exemplo: Corineu.
4) CISTOSFORADOS: abriga os espóros num esporanjo vesicular. Ex: Mucores.
5) TRICHOSPORADOS: os receptéculos são filamentos compridos. Exemplo: Trichosporos.
6) ASTROSPORADOS: cogumelos de esporos articulados. Ex.: Aspergílio.
2. Identificar 15 fungos comuns em sua região. Desenhá-los ou fotografá-los.
01) Agarico - diversas espécies, a maioria comestível
02) Boletos - alguns comestíveis, outros venenosos
03) Hidno - comestível
04) Políporo e clavára - servem de alimento
05) Exidia ou orelha de judeu - contra hemorragia
06) Licoperdum - usado como isca
07) Arnonita ou oronga - comestiveis
08) Falsa oronga - e venenosa
09) Morchela e a Helvela - são delicadas e nutritivas
10) Tubara ou Trufa - são excelentes adubos
11) Esféria - estraga as folhas da videira
12) Corineu - causa a calvície
13) Ostilago - produz carvão nas gramíneas
14) Uredo - produz ferrugem nos cereais
15) Dinemasforo - causa caspa nos cabelos
16) Mucores - chamados bolores
17) Tricófitons - parasitas da pele
18) Amonita verna - comestível
19) Trichosporos - formam filetes pretos em arvores
20) Brotites - atacam o bicho da seda
21) Mildo - assolam os vinhedos e as batatas
22) Oídeo - ataca as folhas das videiras.
23) Aspergílio - causa inflamação no ouvido

3. Dar o nome de três fungos que têm valor, e dizer qual é o valor de cada um.
1) Os levedos - fonte de proteína e vitaminas do grupo B.
2) Fungos do gênero Penicillium - são usados para produzirem o antibiótico penicilina
3) Hídnos - cogumelos comestíveis.

4. Contar o ciclo de vida de um exemplo de cada: ferrugem, mofo, cogumelo, fermento.
O Uredo se desenvolve, como ferrugem, nas folhas das plantas. Exemplo: nas videiras, pereiras e outras plantas. O cogumelo comum, o chapéu de sapo é saprófito, nasce nos meios orgânicos. Os efêmeros nascem nos lugares úmidos, são mal cheirosos e de pouca duração. O cogumelo Sacaromicetéceo é que se desenvolve nos líquidos açucarados, produzindo a transformação do açúcar em álcool e gás carbônico.
Fumago - forma o carvão na espiga de milho verde.

5. Identificar 5 doenças de plantas, causadas por fungos.
1) Calvice – corineu
2) Caspa – denemasforo
3) Micose - Actinomyces bovis
4) Sapinho – Candídiase
5) Otite (inflamação do ouvido, surdez e zumbido) - Aspergilus

6. Conhecer as precauções de segurança a serem observadas ao lidar com fungos.
Os fungos têm a facilidade de se multiplicarem muito facilmente quando estão em condições adequadas, por isso devemos tomar muito cuidado ao manusear.

Insetos - K


1. Montar ou fotografar uma coleção de 20 espécies de insetos representando pelo menos seis ordens diferentes. (Mariposas e borboletas não serão aceitas, nem espécimes quebrados ou mal apresentados).

a. Sob cada espécime, colocar uma etiqueta mostrando o nome da pessoa que capturou o inseto, data e local da captura. Etiquetas não devem ter mais de 6mm por 2 centímetros.
b. Identificar insetos com detalhes de gênero e espécie, numa segunda etiqueta, que será colocada abaixo da primeira, incluindo um fonte autorizada.
NOTA – Lembre-se de capturar os insetos com todo o cuidado, para não ocorrer nenhum acidente. Coloque eles dispostos uniformemente com um alfinete para prendê-lo à superfície escolhida. Para os que tiverem dificuldades em colecionar, é sugerido que fotografem, recortem ou desenhem caprichosamente as 20 espécies de insetos escolhidas. Não esqueça que o nome vulgar não serve pra muita coisa, coloque o nome científica (gênero e espécie) na etiqueta, o nome vulgar é opcional e pode apenas complementar o trabalho.

2. Quais as características peculiares de um inseto?
Possuem 3 pares de patas, corpo dividido em 3 partes (cabeça, tórax e abdômen), possuem asas e antenas.

3. Dar o nome de cinco espécies de insetos úteis.
Abelha – mel e cera
Formiga – lixeirinha
Besouro – é coprófago, eliminando fezes do ambiente
Cupim – usado como isca de pesca

4. Dar o nome de cinco espécies de insetos prejudiciais, e explicar como controlá-los.
Gafanhoto – destrói plantações
Barata – transmite doenças
Traça – rói utensílios de papel
Cupim – rói utensílios de madeira
Mosquitos – causam doenças como a malária e a dengue

NOTA - Na verdade, não podemos eliminar todos, mesmo porque causaria desequilíbrio ecológico, mas devemos evitá-los com pesticidas para não sofrer os problemas que eles podem nos trazer.

5. Contar duas histórias bíblicas nas quais os insetos tiveram papel importante.
Juízes 14:8 - Sansão e o leão com enxame de abelhas
Levíticos 11:20 - não devemos comer insetos
Êxodo 23:28 - o Senhor enviaria vespas para abrir caminho a Israel

Mamíferos - J


1. Em que dia da criação foram criados os mamíferos?
No 6° dia. Lembre-se que o homem é um mamífero e foi o último a ser criado.

2. Relacionar quatro características de um mamífero.
São homeotermos (sangue quente), tem mamas para que seus filhotes se alimentem do leite materno, tem orelhas, tem o corpo coberto de pêlos, respiração pulmonar, dispõe de glândulas sebáceas (que produzem as unhas e chifres) e de sudoríparas (de suor).

3. Apresentar uma ou mais características peculiares de cada uma das seguintes ordens de mamíferos, e mencionar uma ou mais espécies de mamíferos encontradas em cada ordem:
a. Marsupial: Possuem uma bolsa para carregar o filhote. Ex: cangurú, coala e gambá
b. Insentívora: Comem insetos. Ex: tamanduá
c. Quiróptero: Mamíferos voadores. Ex: morcego
d. Carnívoro: Comem carne. Ex: felinos (gato, leão), canídeos (raposa, cão), Ursídeos e hienídeos
e. Pinípede: Carnívoros que vivem na água e terra. Ex: foca, leão-marinho, morsa
f. Roedor: Roem para se alimentar. Ex: rato e esquilo
g. Lagomorfo: Possuem dois dentes grandes em destaque. Ex: coelho
h. Artiodáctilo: Herbívoros que vivem no campo. Ex: boi, hipopótamo, veado, anta, cavalo
i. Sirenídeo: Ex: peixe-boi
j. Cetáceo: Vivem na água todo o tempo. Ex: baleias e golfinhos

4. Relacionar quatro mamíferos úteis, e explicar sua utilidade ao homem.
Vaca – dá leite, couro e carne
Ovelha – dá a lã
Cão – oferece companhia, segurança, meio de transporte, guia de cegos, etc.
Tamanduá – come cupins e formigas, equilibrando o meio ambiente

5. Relacionar quatro coisas que os mamíferos fazem e que são prejudiciais ao homem.
Rato – transmissor da peste bubônica e leptospirose.
Porco – transmissor da traquinose e fogo selvagem.
Gato – transmissor de raiva e micoses.
Raposa – ataca os galinheiros.

6.  Relacionar quatro mamíferos que são completamente aquáticos e designar sua esfera na natureza.
Baleia-azul, cachalote, orca, jubarte, golfinho e beluga (oceanos). Boto e peixe-boi (rios e água-doce).

7. Citar o maior mamífero do mundo e dizer onde mora, como se alimenta e de que se alimenta.
Baleia-azul. Vive nos oceanos e se alimenta de plâncton que fica preso em sua barbatana.

8. Alistar oito espécies de mamíferos selvagens que você já observou e identificou pessoalmente.
NOTA: Coloquei 80 mamíferos encontrados em zoológicos brasileiros para que você possa escolher: Puma, leão, lince, tigre, pantera, onça (jaguar), jaguatirica, gato-do-mato, guepardo (chita), leopardo, raposa, gazela, alce, esquilo, lobo, elefante, rinoceronte, hipopótamo, girafa, urso, coelho, rato, gambá, cavalo, jumento, mula, cervo, anta, tamanduá, foca, golfinho, baleia-azul, boto, orca, cachalote, peixe-boi, doninha, boi, lebre, chimpanzé, gorila, macaco-prego, bugio, mico-leão, sagui, babuíno, porco, bisão, mandril, zebra, hiena, coiote, javali, chacal, camurça, antílope, lontra, ariranha, serelepe, cutia, ovelha, tatu, cachorro, gato, lhama, camelo, morsa, asno, dromedário, guaxinim, canguru, coala, morcego, capivara, castor, ornitorrinco, porco-espinho, bicho-preguiça, lobo-marinho, gnu, nilgai, ferret e cangambá.

9. Escrever ou contar uma história sobre: “Mamíferos Selvagens Que Já Observei”.
Item prático.
Mamíferos Marinhos - K


1. Ser capaz de identificar três de cada um dos animais a seguir, e saber onde cada um pode ser encontrado. Conhecer o nome científico de pelo menos um de cada grupo.
NOTA - Os cetáceos são divididos em 3 grandes grupos: Misticetos, Odontocetos e Pinípedes. Por comerem carne, alguns dizem que os pinípedes são classificados como carnívoros e não cetáceos, mas devemos deixar de lado esta particularidade e pensar que vivem na água, senão incluiríamos nos carnívoros a maioria dos cetáceos, como os odontocetos e algumas baleias que comem peixes.

a. Baleias com barbatanas – são os misticetos. Existem 10 espécies, são elas: Baleia-azul (Balaenoptera musculus), Baleia-Fin (Balaenoptera physalus), Baleia-azul-boreal (Balaenoptera borealis), Baleia-azul-de-Bryde (Balaenoptera edeni), Baleia-Minke (Balaenoptera acutorostrata), Baleia-corcunda ou jubarte (Megaptera novaeangliae), Baleia-boreal (Balaena Mysticetus), Baleia-cinzenta (Eschirichius robustus), Baleia-de-biscaia (Eubalaena glacialis) e Baleia-pigmeu-verdadeira (Coperea marginata).

bFocas – são pinípedes, juntamente com os leões marinhos e morsas. Algumas espécies conhecidas são: Foca-de-bandas (Phoca fasciata), Foca-da-Groenlândia (Phoca groenlandica), Foca-anelada-do-ártico (Phoca hispida), Foca-caranguejeira (Lobodon carcinophagus), Foca barbuda (Erignathus barbatus), Foca-de-Weddell (Leptonychotes weddelli), Foca-monge-do-Mediterrâneo (Monachus monachus), Foca-Leopardo (Hydrurga leptonyx), Foca-de-capuz (Cystophora cristata), Foca-peluda-setentrional (Callorhinus ursinus). Outros pinípedes, parentes das focas, são as Morsas (Odobenus rosmarus), Elefante-marinho (Mirounga leonina), Leão-marinho (Otaria byronia).

c. Golfinhos – são os odontocetos. Existem 66 espécies, incluindo a Orca (Orcinus orca), o cachatote (Physeter macrocephalus), o narval (Monodon monocerus) e os golfinhos: Golfinho-comum (Delphinus delphis), Golfinho-maior (Tursiops truncatus), Golfinho-de-bico-comprido (Stenella longirostris), entre outros.

2. Conhecer a história de como Deus usou uma baleia nos tempos bíblicos.
O profeta Jonas não queria pregar em Nínive, uma cidade que ele considerava que deveria ser exterminada, por ser totalmente pagã. Mas Deus sabia que lá havia pessoas boas e pediu que ele pregasse lá. Mas ele fugiu de Deus e entrou num navio que ia para Társis. Mas uma tempestade no meio do caminho mostrou a Jonas o seu erro de fugir de Deus, pediu para que jogassem ele na água porque sabia que todos morreriam por sua causa. Então uma baleia o engoliu e ele ficou 3 dias no ventre dela. Arrependeu-se e orou a Deus para que ele desse uma segunda chance. Deus aceitou e Jonas pode ir pregar em Nínive e salvar muitos de seus habitantes.
Obs. A Bíblia diz que era um grande peixe. Sendo a Baleia um mamífero, podemos achar contradição. Mas a divisão de mamíferos, aves, peixes, répteis e outros animais foi feita por Lineu, apenas a pouco mais de 200 anos, sendo assim, a Bíblia dizia que a baleia era um grande peixe por estar dentro da água e parecer com a maioria dos peixes. Mas hoje sabemos que um animal tão grande não poderia ser um peixe e sim uma baleia, provavelmente a baleia-azul.

3. Qual o maior mamífero do mar?
A baleia-azul. Atinge cerca de 31 metros e pode pesar 130 toneladas, o equivalente a mais de 30 elefantes. Alimenta-se de plâncton. É o maior animal que já existiu na terra, apesar de estar em vias de extinção pela caça predatória.

4. Explicar as expressões a seguir:
a. Saltos – A maioria das baleias e golfinhos tem o costume de dar saltos para fora da água e ir muito para a superfície. Por serem mamíferos, respiram o ar e precisam ir para a superfície para respirar, ao contrário dos peixes, que retiram o oxigênio da água e não necessitam subir à superfície.
b. Ecolocação – As baleias costumam fazer um trajeto por toda a sua vida, ficam em partes geladas e quando necessitam reproduzir, procuram águas mais quentes, estas rotas específicas mostram que as baleias não nadam a esmo.
c. Barbatana – Serve como um pente que, a cada gole, entra água e plâncton, então as pontas da barbatana retém o plâncton para ser ingerido.
d. Cardume – Conjunto de peixes, geralmente da mesma espécie, que ficam juntos para evitar predadores e garantir uma chance de viver um pouco mais (você preferia enfrentar um tubarão sozinho ou acompanhado de 100 pessoas?)
e. Harém
f. Plâncton – Existe 2 tipos: o fitoplânciton (constituido de plantas) e o zooplancton (constiuído, principalmente de pequenos crustáceos, como o Krill). É o principal alimento das baleias de barbatanas.

5. Desenhar a cadeia alimentar de dois mamíferos marinhos diferentes.
NOTA – Como exemplo podemos dar a orca. Com base nas informações abaixo, pode-se fazer o desenho de uma cadeia alimentar, a outra você deve ter uma idéia e fazer:
Sua cadeia alimentar se resume em comer focas, que comem peixes que, por sua vez, comem zooplâncton, feito através do fitoplâncton. O fitoplâncton é produzido através de restos da animais mortos e adquiridos pelos decompositores, fechando o ciclo.

6. Qual é o propósito da gordura dos cetáceos?
Os cetáceos costumam viver em águas frias. Por serem animais de sangue quente (mamíferos), eles utilizam a camada de gordura como um agasalho, para evitar a perda de calor e o resfriamento, que ocasionariam a morte. Os peixes não precisam dessa camada de gordura por serem animais de sangue frio.

7. Saber duas razões porque as focas são caçadas.
Hoje o futuro dos pinípedes (focas e morsas) é mais promissor do que no Século XIX, onde a caça predatória levou várias raças a extinção. As duas principais razões da caça eram a gordura, pela qual se podia fazer óleo usados em lampiões, e a sua pele, usada na indústria de roupas. Hoje, com a luz elétrica, o óleo de lampiões caiu em desuso. As campanhas ecológicas acabaram também com a caça por pele. As focas valem muito mais vivas do que mortas na atualidade.

8. Descrever porque as focas e golfinhos podem mover-se tão rapidamente na água.
Ambos usam apenas a nadadeira caudal para dar impulso ao nado. Eles possuem um corpo desenhado para adquirir velocidade, com a pele lisa e o corpo alongado. O leão-marinho utiliza as nadadeiras dianteiras, sendo menos eficiente para adquirir velocidade. Essas particularidades promovem segurança a eles, pois podem facilmente fugir de predadores menos habilidosos. O que não funciona com as orcas, principais predadores das focas.

9. Fazer uma das tarefas a seguir:
a. Ir a um aquário da cidade. Descobrir a agenda diária de alimentação de um mamífero marinho.
b. Fazer um relatório de 750 palavras sobre um mamífero marinho. Incluir ilustrações.
Item prático.

Orquídeas - J


1. Definir as características de uma orquídea.
São monocotiledôneas, tem folhas alongadas com nervuras correndo paralelas, a flor tem 3 pétalas e 3 sépalas, são de igual proporção e ornamental com 2 e 1 de formação distinta, chamada labial.

2. Quais são os dois principais grupos de orquídeas em termos de padrão de crescimento? Dar o nome e mostrar exemplos de cada, a partir das próprias plantas ou de fotografias.
As orquídeas se dividem em 2 grandes grupos, conhecidos como monopodial e simpodial. A monopodial cresce verticalmente, sendo que a simpodial cresce horizontalmente.

3.  Quais as diferenças entre as orquídeas epifíticas ou edífitas, terrestres e rupículas?
Epifítica – são aquelas que se fixam sobre outras plantas, sem parasitá-las.
Terrestre – são aquelas que vivem diretamente na terra.
Rupícula – são aquelas que vivem em superfícies menos tradicionais, como as pedras.

4. Discorrer sobre a distribuição de orquídeas, fazendo uma referência especial à ocorrência destas espécies em sua região.
Cerca de 25.000 espécies silvestres no mundo e outras 25.000 variedades cultiváveis. Encontradas em todos os continentes, menos na Antártida. A maioria se encontra em ambiente tropical, mas são encontrados no deserto, montanhas, nos bosques, nos pântanos, nos campos, etc. Há na Austrália uma espécie que nunca vê a luz do dia, vive encoberta e foi descoberta acidentalmente quando um agricultor arava a sua chácara.

5. Citar o principal gênero de orquídeas cultivadas. Identificar três a partir de plantas ou fotografias.
Alguns gêneros são: Vanda, Dendrobium, Cimbidium, Oncidium, Phalaenopsis, Miltonia, Odontoglossum, Laelia e Pulmilam.Mas o gênero mais cultivado é o Vanilla, para a produção da baunilha.
Phalaenopsis prefere ser cultivada em temperatura mais alta, com pouco luminosidade.
Cimbidium prefere ser cultivada em temperatura mais amena e com bastante luminosidade.
Vanda prefere ser cultivada em temperatura mais alta e com bastante luminosidade.

6. Discutir os principais pontos a serem observados no cultivo de orquídeas. Cultivar pelo menos uma orquídea, durante, no mínimo, seis meses.
- Luz: algumas preferem maior intensidade de iluminação e outras não crescem bem com muita luz
- Temperatura: a maioria tolera de 10 a 40° C. Sendo a temperatura ideal 25° C.
- Ventilação: as orquídeas estão acostumadas a uma brisa constante e suave. Evite ventos fortes.
- Umidade: se adaptam melhor a falta de água que excesso. 1/2 copo a cada 2 dias é suficiente (não é regra)
- Pragas: pode-se usar Dithane M-45, Manzane, Cerconil ou Benlate nas infestações (a cada 7 ou 14 dias)
- Nutrientes: adube a cada 2 semanas (1/2 colher/L), aplique torta de mamona anualmente e esteja atento para os nutrientes básicos (Nitrogênio, Fósforo e Potássio).
- Envasamento: preencha o vaso com 1/3 de calhas de telha e cacos limpos. Até o enraizamento o substrato deve ser mantido razoavelmente seco.
- Vasos e substratos: fibras de xaxim representam a melhor forma de substrato e fácil de ser obtido. Evite o uso de vasos muito grandes.

7. Quais as principais utilidades das orquídeas? Que orquídea é usada comercialmente?
A maioria é usada na ornamentação. Algumas orquídeas são cultivadas para serem usadas no buquê de noiva. São mais usados os gênerosCimbidium e Catalieya. Também há uma orquídea famosa - a baunilha, esse sabor agradável dos sorvetes vem desta orquídea, do gênero Vanilla, o que caracteriza a espécie com maior uso comercial. Algumas espécies são microscópicas e vivem no alto das árvores, outras são do tamanho do bambu. Algumas dão aparência de insetos, outras ainda parecem com pequenos anjos, outras são as flores mais lindas em suas multicores brilhantes.

Peixes - K


1. Dar o nome de dez famílias de peixes.
01. Toxodídeos
02. Helostomatídeos
03. Quetodontídeos
04. Triglídeos
05. Cienídeos
06. Apogonídeos
07. Acanturídeos
08. Siganídeos
09. Gobiídeos
10. Policentrídeos

2. Identificar, a partir de fotografias ou observação pessoal, dez peixes tropicais.
aExplicar seus hábitos de procriação
bMencionar habitat ou país no qual são encontrados
NOTA – Exemplos no item a seguir. Pode ser encontrado em enciclopédias, livros e revistas sobre peixes.

3. Mencionar e identificar dez peixes típicos de seu país. Explique seus hábitos de alimentação e procriação.
Temos no Brasil: peixe-agulha, peixe-austral, peixe-boi, peixe-lua, peixe-cachorro, peixe-espada, peixe-frito, peixe-galo, peixe-lagarto, peixe-martelo. Todos eles preferem águas tropicais e vivem no Atlântico alimentando-se de animais marinhos de menor porte e de plantas marinhas.

4. Definir as seguintes partes de um peixe:
aBarbatana dorsal – nadadeira situada nas costas do peixe, conhecida como dorso.
bBarbatana peitoral – nadadeiras que auxiliam no impulso do peixe e mudança de direção.
cBarbatana pélvica – nadadeira situada na pélvis dos peixes.
dBarbatana anal – nadadeira situada próxima ao ânus.
eBarbatana caudal – nadadeira principal, que dá a direção ao peixe, como um leme.
fLinha lateral – linha com ausência de musculatura, formando uma linha de gordura e cartilagem.
gOpérculo – dobra cutânea que recobre lateralmente a cavidade branquial dos peixes ósseos.
hBarbilhos – filamento olfativo ou gustativo de cada lado boca de certos peixes.
iBexiga natatória – vesícula cheia de ar, que desempenha uma função hidrostática nos peixes.
jGuelras – aparelho respiratórios dos peixes.

5. Apresentar resumidamente o cuidado e alimentação apropriado para peixes de:
aZona tropical – por ser uma zona em que o clima não é bem definido, comem gramíneas.
bZona temperada – podem ser de aquário (comida) ou de águas de clima bem definido (moluscos).

6. Montar um aquário de, no mínimo, 20 litros, com quantidade equilibrada de plantas e peixes, e manter alguns deles pelo menos durante seis meses.
NOTA – Pegue informações em livros sobre pH, temperatura e alimentação adequada para seus peixes não morrerem, lembre-se da limpeza periódica e de todos os cuidados para o bem estar de seus peixes.

7. Notar os efeitos, nos peixes e no aquário em geral, das seguintes condições:
aLuz demais – prejudica na cor e na sobrevivência do peixe, tem de ter a dose certa de luz.
bLuz de menos – prejudica na cor e na sobrevivência do peixe, tem de ter a dose certa de luz.
cAlimento demais – se for colocado muito alimento a água fica suja, ele engorda e pode morrer.
dQueda na temperatura da água – tem de ter o P.H. da água para que isso não aconteça, a temperatura normal da água no aquário fica entre 22°C e 24°C e se ficar muito tempo pode morrer.
ePoucas plantas para muitos peixes – depende do tipo de peixe, se for peixe que come mais planta do que comida, haverá uma disputa e causará morte de peixes.



Samambaias - K


1. Qual a diferença das samambaias e arbustos e árvores?
As samambaias são diferentes das outras plantas porque não dão flores, nem sementes.

2. Onde fica o caule de uma samambaia? Que parte cresce acima da terra? Qual o ambiente mais favorável para o crescimento das samambaias?
O caule é subterrâneo e se encontra na terra, elas crescem em rizomas que emitem raízes de espaço em espaço. Acima do solo crescem as folhas com os frondes. Os ambientes favoráveis para o crescimento são ambientes úmidos e com sombras.

3. Como se reproduzem as samambaias? Localizar e descrever três tipos de soros a partir de três tipos de samambaias.
As samambaias e as avencas se reproduzem por meio de touceras e por soros. Na parte interior da folha surge os soros da cor da ferrugem, que contém os esporângios (estrutura produtora de esporos).

4. Como os esporos viajam da planta mãe para um novo local? Quanto tempo leva para um esporo desenvolver-se até a planta adulta? Observar em samambaias ao natural, ou fotografias de samambaias jovens, como são diferentes das samambaias adultas.
Abrem-se os esporângios e os esporos são espalhados pelo vento, encontrando condições favoráveis de germinarem. Cada esporângio se desenvolve numa lâmina chamada protólo, em cuja face é encontrado com um solo formando-se rizóides. Leva algum tempo para germinar conforme o ambiente.

5. Conhecer o uso medicinal de três samambaias.
Nome - empregada
Hyminófio - obstringite
Polipodium - minifungos
Adiantum - bronquite

6. Desenhar ou fotografar dez tipos de samambaias e identificá-las corretamente.
NOTA – Faça a sua coleção ou desenhos caprichosamente, com as que puder identificar. Algumas são: Samambaia-verdadeira, do brejo, cipó, baiaçu, das rochas, feto-águia, de trepar, chorona, rasteira, de penacho, feto-real, entre outras.

7. Além das samambaias comuns, existem plantas semelhantes a samambaias que são conhecidas como licopódio e cavalinha. Ser capaz de reconhecer duas licopodiáceas e uma cavalinha. Quais as suas semelhanças com as samambaias?
A samambaia-de-pendurar (Urostachys comans) é a licopodiácea mais comum, com caules pendentes e sinuosos, que se bifurcam em diversas alturas; ocorre no sudeste brasileiro e é cultivada em vasos.
A cavalinha (Equisetum sp.), da família das eqüissetáceas, possuem inflorescência em espiga, rizomas e caules fistulosos.

NOTA – A Samambaia-verdadeira (Pteridium aquilinum) é uma das mais comuns entre as samambaias cultivadas em casas. Mas ela é muito perigosa se ingerida por algum animal doméstico, causando uma doença chamada Hematúria Enzoótica, que pode ser fetal. Tome cuidado.
Sementes - J


1. Qual o principal objetivo de uma semente?
Perpetuar a espécie

2. Que alimentos foram dados primeiramente ao homem no Jardim do Éden?
Frutos da terra

3. Identificar a partir de uma semente, ou desenho da mesma, e saber o propósito de cada uma destas partes da uma semente: tegumento, cotilédone e embrião (germe).
Tegumento - capa protetora
Cotiledone - alimento inicial
Embrião - material genético, que carrega as informações de uma nova planta igual a anterior

4. Conhecer quatro diferentes métodos pelos quais as sementes se espalham pela planta. Mencionar três tipos de plantas que espalham suas sementes por cada método.
Vento: dente-de-leão
Água: vitória-régia
Pássaros:flores em geral
Morcegos: framboesa
Insetos: flores em geral
Homem: diversas, como o trigo e a soja

5. Conhecer dez tipos de sementes que usamos como alimento.
Arroz, feijão, soja, amendoim, grão-de-bico, lentilha, castanha, ervilha, trigo, aveia e milho.

6. Conhecer cinco tipos de sementes que são usadas como fonte de óleo.
Soja, girassol, oliva, arroz e milho.

7. Conhecer cinco tipos de sementes que são usadas como condimentos.
Coloral, pimenta, baunilha, entre outras.

8. Que condições são necessárias para uma semente brotar?
Ela pode germinar no escuro, se alimentando do cotilédone (alimento inicial da planta), mas não pode crescer sem o sol, fonte de fotossíntese, que promover as trocas necessárias para que ela cresça e vire uma planta normal.

9. Fazer uma coleção de trinta tipos diferentes de sementes, vinte das quais tenham sido encontradas por você mesmo. Identificar cada uma com o nome, data e local em que foi encontrada, e nome da pessoa que a encontrou. Você poderá colá-las em um papel cartolina ou cartão, ou colocá-las em frascos transparentes.
NOTA: Algumas pessoas têm o costume de comprar as sementes na feita para colocar em sua coleção. Pode-se fazer isso, desde que não passe de 10 sementes. As outras podem ser pegas quando se chupa uma laranja, maçã, mexerica, ou andando pelo jardim, pegando de flores. Muito se pode aprender com essa colheita! Assim você tem bastante coisa pra falar na redação acima.

Especialidades de habilidades domsticas
Acolchoamento - K


1. O que é um acolchoado? Como é usado?
É uma coberta especial para o frio com enchimento de algodão ou outros tecidos sintéticos. Ele é usado para se agasalhar nas noites de frio de inverno e os mais trabalhados e bonitos são também colocados cobrindo a cama como enfeites.

2. Mostre as três principais fibras usadas no enchimento (camada central) de um acolchoado.
Algodão, fibra de poliéster e pena de ganso.

3. Quais são os dois métodos comuns de desenho num acolchoado? Definir o que é "colcha de retalhos".
Colcha em quadrados e colcha de retalhos. Colcha de retalhos é uma colcha feita de sobras de tecidos de saias, camisas e calças, sendo costurados juntos, formando uma colcha de várias cores e formatos
diferentes.

4. Qual é a diferença entre bordado e acolchoamento?
O bordado é o processo na qual se trabalha com os fios e linhas, fazendo desenhos através dos fios, o acolchoamento trabalha os tecidos, utilizando os fios apenas para juntar os retalhos ou tecidos. 

5. Quais são os passos para a confecção de um acolchoado?
1) O primeiro de tudo é ter paciência! Então deve-se juntar o material:
   - agulhas 7-10 em boas condições
   - alfinetes novos
   - tesouras (uma grande e outra pequena)
   - linha da cor escolhida para a colcha
   - dedal (se for de metal é melhor)
   - armação (para estender o trabalho conforme o desenho)
   - fita métrica
   - livro ou pasta de desenhos
-   boa luz e cadeira para o trabalho

2) As telas podem ser de algodão, lã, linho, seda, etc. O enchimento de algodão, coberta velha, material sintético, lençol, etc. Ter as quantidades necessárias de tecido ou retalhos para a confecção da colcha.

3) Recortar os cantos conforme o desenho programado, deixando 5 cm a mais para a costura.

4) Juntar tudo na armação para formar a peça toda.

6. Começar e terminar um acolchoado, seja como um projeto individual ou em grupo.
Item prático.

7. Desenvolver um arquivo de pelo menos seis padrões de acolchoados, incluindo dois trabalhos de retalhos e um com um tema patriótico.
Item prático.

Arte Culinária - J


1. Saber operar devidamente o tipo de fogão que há em sua casa. Saber como apagar pequenos incêndios por óleo ou gordura em seu fogão. Saber como prevenir tais incêndios. Conhecer as medidas de segurança enquanto estiver cozinhando, incluindo a preocupação com crianças pequenas.
Para apagar pequenos incêndios em seu fogão abafe com uma tampa ou retire a panela do fogo. Para evitar tais incêndios, centralize a panela na boca do fogão e evite que o óleo derrame nas laterais da panela. As medidas de segurança são: Não deixar os cabos das panelas que estiverem em cima do fogão, virados para fora. Evitar que crianças se aproximem do fogão durante o preparo dos alimentos.

2. Saber como usar devidamente medidas como colheres e xícaras, batedor de claras, peneiras de farinha, e, se tiver, batedeira ou mixer elétrico.
Item prático.

3. O que significam as expressões  cozer, grelhar, fritar, assar, refogar, cozinhar sem água. Quais são as maneiras mais saudáveis de se preparar alimentos comuns?  Quais as menos recomendáveis para a boa saúde?
  • Cozer: Preparar os alimentos em água fervente e depois escorrer a água.
  • Grelhar: É fazer uma leve fritura com quase nada de óleo.
  • Fritar: Preparar os alimentos em óleo bem quente.
  • Assar: Preparar os alimentos em forno.
  • Refogar: Dar uma leve fritada nos alimentos e depois acrescentar água, sem precisar escorrer depois.
  • Cozinhar sem água: É cozinhar os alimentos no vapor.
As maneiras mais saudáveis são: cozer, assar, refogar e cozinhar sem água.
As menos recomendáveis são: grelhar e fritar.

4. Demonstrar habilidade para preparar corretamente: dois tipos de mingau de cereais, uma bebida quente saudável, ovos feitos de duas maneiras que não a fritura.
Item prático.

5. Preparar batatas de duas maneiras – ambas saudáveis. Cozinhar três outros vegetais da maneira mais saudável possível.
Item prático.

6. Preparar uma salada simples. Por que precisamos de verduras cruas em nossa dieta?
A salada é por sua conta. Devemos comer verduras cruas, pois ajuda no bom funcionamento do organismo.

7. Conhecer a pirâmide da alimentação. Por que é tão importante seguir estas informações em nosso regime alimentar? Verificar suas refeições durante uma semana, para ter certeza de que está comendo o que deveria comer.

8. Colocar a mesa corretamente para sua família, para uma refeição vespertina. Servir uma refeição balanceada que você tenha planejado e preparado tanto quanto possível sozinho(a). Incluir um prato principal, legumes e salada.
Item prático.

9. Seguir uma receita corretamente para fazer um prato vegetariano ou um assado de legumes.
Item prático.

10. Fazer seu próprio arquivo de receitas. Colocar nele apenas receitas que você já tenha tentado fazer, e das quais tenha gostado.
Item prático.

Congelamento de Alimentos - K


1. Definir os termos a seguir:
a. escaldar - queima de alimento com líquido quente ou a vapor.
b. congelamento rápido - certos alimentos podem ser congelados no freezer, que seria o congelamento rápido
c. queimadura de congelamento - uma forma de escaldação

2. Que tipos de recipientes podem ser usados para congelar alimentos?
Marmitex de alumínio, tupperware, saco plástico e Master-pak.

3. Que pontos essenciais devem ser considerados quando se seleciona frutas ou legumes para serem congelados?
Avaliar se o alimento pode ser congelado, se está em bom estado, se não está estragado ou podre. Se vale a pena congelar, analisar se ficará em boas condições de consumo após descongelamento, etc.
Obs. A banana não pode ser congelada.

4. Como se deve descongelar legumes congelados para levar à mesa? Como se descongela frutas congeladas para se levar à mesa?
Legumes - Naturalmente ou em forno de microondas.
Frutas - não podem ser colocadas no microondas, pois podem cozinhar ao invés de descongelar.

5. Congelar dois legumes (milho e outro de sua escolha), e depois prepará-los e servi-los como demonstração.
Item prático.

6. Fazer congelamento rápido de legume para ser cozido mais tarde.
Item prático.

7. Por que não se deve colocar sal em legumes que serão congelados?
Porque altera o sabor do alimento.

8. Congelar alguns pêssegos numa calda leve, e outros em suco de laranja ou de abacaxi. Qual é a razão para o uso do ácido ascórbico na calda, e não do suco de fruta? Por que o ácido ascórbico é usado no congelamento de pêssegos?
Item prático.
O ácido ascórbico (vitamina C) é um bom tipo conservante, tem probabilidade inferior de estragar comparado aos sucos de fruta, conservando bem os alimentos.

9. Congelar morangos ou framboesas sem adicionar adoçante.
Item prático.

10. Fazer algum tipo de geléia congelada.
Item prático.




Corte e Costura - J


NOTA – Esta especialidade deveria ser feita, preferencialmente, com uma costureira como instrutora, ou algum instrutor que conheça e já tenha trabalhado com corte e costura.

1. Ter a especialidade de Costura Básica.
NOTA – A Especialidade de Costura Básica dá base para alguns dos itens desta especialidade, do contrário não é possível fazer alguns dos trabalhos.

2. Identificar amostras de diferentes tecidos, incluindo algodão, linho, lã, seda, cetim, nylon, flanela, brim, microfibra.
NOTA – Leve os tecidos ao seu instrutor. Lembre-se que os diferentes tecidos são muito usados para: Algodão: camisetas; Linho: camisas sociais; Lã: blusas; Cetim: camisolas; Brim: calças; Microfibra: ternos e blazers

3. Ter uma caixa de costura para o seu material, incluindo: almofada para alfinetes, fita métrica, alfinetes, agulhas, linha e tesoura.
Item prático.

4. Demonstrar como endireitar o tecido antes do uso.
Item prático.

5. Demonstrar como colocar o molde sobre o tecido, de acordo com o desenho do molde. Todas as partes do molde devem estar corretamente colocadas de forma a alinharem-se com a direção do fio do tecido.
Item prático.

6. Conhecer os seguintes termos:
a. alinhavar - ajustar ou coser com pontos largos o que depois tem de ser cosido com outro ponto miúdo.
b. chulear - pontear ou coser a ponto ligeiro a orla de um pano, para que não se desfie
c. ziguezague - costura feita de forma quebrada, alternadamente, não estando em linha reta.
d. fazer barra à mão - com o auxílio da agulha e da linha, fazer uma barra manualmente, sem máquina de costura
e. orla -  barra de saias ou vestidos.
f. viés - diagonal de um tecido em relação aos seus fios retos.
g. fibra do tecido - todos os tecidos são constituídos de linhas finas justapostas que são chamadas de fibras na maioria das vezes e formam o corpo do tecido.

7. Fazer uma das opções a seguir:
a. Uma saia, colocando zíper e costura no cós. A barra da saia deve ser feita de forma que a mesma não tenha pontas.
b. Uma blusa. Explicar como faria para ajustar os ombros para pessoas de diferentes tipos físicos.
Itens práticos.

Cuidados da Casa - K


1. Ter a especialidade de Técnicas de Lavanderia.

2. Fazer uma lista dos utensílios usados na limpeza da casa.
Palha de aço, detergente, sabão em pedra, sabão em pó, álcool, amaciante, cândida, panos de chão, balde, mangueira, vassoura, rodo, espanador, panos de prato, escova, esponja, lustra móveis e etc...

3. Descrever a melhor maneira de manter fogões, fornos de microondas e geladeiras limpos.
Fogões: Normalmente possui de 4 a 6 bocas, grelhas que ficam sobre as bocas e um forno com grelhas para assar os alimentos. As grelhas devem ser bem limpas com palha de aço e as bocas e a “chama” do forno devem ser limpos com fio-de-aço para evitar entupimentos.
Fornos de microondas: Sempre que utilizá-lo limpá-lo depois com pano. Não esqueça de tampar sempre as panelas antes de colocá-las para aquecer no forno.
Geladeiras: Periodicamente a geladeira deve ser desligada, para que o congelador seja descongelado e assim renovada a sua camada de gelo. Todas as partes da geladeira devem ser limpas para evitar a presença de fungos e outros microorganismos.

4. Sob que condições os germes e pragas de insetos se desenvolvem? Mencionar formas de limpar cada um dos itens a seguir: porão ou sótão, armário de roupas, armário de cozinha, pias e sanitários.
Os microorganismos se desenvolvem com mais facilidade em locais sujos, úmidos e quentes. Mantendo as despensas e armários ventilados e sempre limpos com álcool, é uma boa maneira de evitar contágio e doenças. O porão e o sótão devem ser limpos com aspirador de pó, espanador, panos e produtos de limpeza. Evitando o pó constante nestes ambientes. O mesmo se aplica para armários de roupas, que devem ser constantemente limpos. Os armários da cozinha devem ser limpos constantemente para evitar bichos. Pias e sanitários devem ser limpos com panos e produtos específicos de limpeza.

5. Descrever a maneira adequada de preparar a louça para ser lavada, quer na pia quer na máquina de lava-louças. Diga em que ordem devem ser lavados os talheres, vidros, louça e utensílios de cozinha.
Retirar todos os restos de alimento. A louça deve ser lavada com sabão neutro, pois o detergente sempre fica aderido à louça. Primeiro tirar o grosso da sujeira com a água, depois tirar o restante com a esponja e sabão e por fim enxaguar. Lavar nesta ordem: cristais, talheres, louças de mesa e utensílios de cozinha.

6. Como se deve limpar tapetes, carpetes, travesseiros, móveis estofados, paredes com acabamento de papel de parede, paredes pintadas, pisos e janelas?
Limpar com aspirar de pó toda semana. E lavar com sabão neutro e deixar secando ao sol.

7. Como é jogado o lixo em sua vizinhança?
Na maioria das cidades é recolhido o lixo pela prefeitura, em algumas mais modernas são separados os materiais orgânicos, papel, vidro e plástico.

8. Que precauções devem ser tomadas na limpeza de uma lareira?
Limpar de cima para baixo, utilizar uma máscara para evitar inalar o pó, cuidar para não ficar preso nela, se ancorar quando estiver em locais altos e ter sempre o cuidado de não espalhar muito a sujeira retirada.

9. O que quer dizer manter uma casa "segura para as crianças"?
É uma casa onde tudo foi preparado para evitar acidentes com as crianças. Nada ao alcance das crianças pode, aparentemente, causar um acidente.


Desidratação de Alimentos - K


1. Relacionar, pelo menos três maneiras diferentes de desidratar alimentos.
Pendurar em local seco, espalhando-os no chão e secando com ar quente

2. Por que e como se sulfura as frutas?
Porque conserva a cor das frutas.
Dando um banho de água com um pouco de enxofre (Sulfur).

3. Como se deve guardar frutas secas, e como protegê-las dos insetos?
Para protegermos, é só colocar as frutas em sacos plásticos bem fechados, recipientes de plástico com tampa ou qualquer outra maneira de deixar fora do contato com o ar e possível hidratação, pois o ar possui umidade que poderia facilmente ser passada para o alimento. Se desejar guardá-lo por muito tempo, coloque-o no congelador ou geladeira.

4. Como se faz a reconstituição de frutas desidratadas?
Deixando-as de molho na água até ficarem macios.

5. O que é importante ao selecionar frutas para fazer frutas secas?
As frutas não podem ter partes podres, estando em boas condições, para que o sabor fique bem concentrado.

6. Como devem ser guardadas nozes secas?
O melhor é guardar em locais frios, porém, dependendo do ambiente, podem ser colocados em locais quentes.

7. Desidratar os seguintes alimentos, e fornecer amostras para degustação:
a. pão; esfarelar o pão e usar em alguma receita
b. fruta seca
c. vegetal seco
d. fatias de frutas
e. fatias de vegetais (como cenouras) ou porções (como ervilhas)
f. carne vegetal
g. salsinha ou outra erva
Todos itens práticos.

8. Reconstituir um legume, cozinhá-lo e apresentar amostra para degustação.
NOTA – Todos os alimentos desidratados ou reconstruídos desta especialidade devem ser mostrados a seu instrutor, mostrando-lhe os métodos e detalhes sobre os procedimentos e mostrando que a desidratação não prejudicou a qualidade dos alimentos.


Nutrição - K


1. Descrever a pirâmide alimentar. Mencionar o número de porções exigidas de cada grupo, cada dia.  Por que é importante alimentar-se com uma dieta balanceada?
Nenhum alimento contém todas as necessidades básicas do organismo humano. Por isso devemos ter uma dieta balanceada. Abaixo colocamos uma pirâmide mostrando a quantidade diária adequada dos grupos de alimentos para uma pessoa normal. Lembre-se que a alimentação deve ser distribuída, de preferência, em três refeições ao dia, dando preferência à da manhã e senda a da noite a mais leve de todas.


Doces                          ½ porção ou menos 

Proteínas                     2 porções ou mais

Leite e queijo               3 porções ou mais

Cereais                        4 porções ou mais

Frutas e verduras         4 porções ou mais


2. Explicar as diferenças entre:
a. ovo-lacto-vegetariano: é a dieta que exclue apenas a carne, mas come tudo mais de origem animal.
b. ovo-vegetariano: o leite não está presente, de origem animal se come apenas os ovos
c. vegetariano estrito: não come nada de origem animal, se satisfaz com frutas, verduras, legumes, cereais, etc.

3. Planeje um cardápio para dois dias, contendo uma dieta ovo-lacto-vegetariana balanceada, utilizando as informações da pirâmide alimentar.
NOTA – Lembre-se que as necessidades diárias podem ser divididas por todo o dia, nas três refeições. Não precisa colocar todos os grupos em todas as refeições, mas todos os grupos tem que estar em todos os dias em quantidades equivalentes as indicadas na pirâmide. Exemplo: Um almoço não precisa conter leite e queijo, se foi colocado em boas quantidades no desjejum. Você pode pedir a ajuda de uma nutricionista para auxiliar no preparo e em conselhos sobre substitutivos para alimentos que alguns não comem e porque estes poderão estar sendo substituídos sem prejuízo nutricional.

IMPORTANTE – A alimentação da manhã deve ser a melhor do dia, com muita energia. O almoço deve ser mediano e o jantar deve conter uma refeição leve. Sempre lembrando-se do velho ditado que diz: Devemos tomar um desjejum de rei, almoço de classe média e jantar de pobre”.

4. Qual é o outro nome dado à vitamina B1 e B2?
B1 – Tiamina
B2 – Riboflavina

5. Fazer uma lista de, pelo menos, três alimentos fontes dos seguintes nutrientes:
a. Vitamina C - goiaba, acerola, laranja, brócolis, morango, melão, couve e limão
b. Vitamina A - tomate, couve, gema de ovo, batata-doce, amora, pepino, alface, espinafre, cenoura
c. Vitamina B1 - ervilha, germe de trigo, fermento, pão integral, lentilha, feijão, leveduras, arroz integral
d. Vitamina B2 - Iogurte, amêndoas, abóbora, leite, ovos, levedo e outros
e. Ferro - quiabo, damasco, pêssego, ameixa, feijão
f. Cálcio - couve, leite em pó, brócolis, espinafre
g. Proteína - amendoim, ervilha, lentilha, feijão, leite em pó, grão de bico, germe de trigo (todos tem pelo menos 20% de proteína em sua composição).

6. Por que é importante beber bastante água diariamente? Qual a quantidade recomendável para cada dia?
O corpo é constituído de 70% de água. Devemos beber bastante, cerca de 2 litros por dia, ou 8 copos. Caso não bebemos muito e comamos muitas frituras, podemos ter problemas nos rins, além de outros.

7. Cite o nome de três doenças comuns que podem ser controladas com uma dieta apropriada.
a) Papo - falta de iodo
b) Beriberi - falta de vitamina B1
c) Ariboflavinosis - falta de vitamina B2
d) Pelagra - falta de vitamina B6
e) Raquitismo - falta de vitamina C

8. Qual é a diferença entre farinha integral e farinha branca, e qual delas tem o maior valor nutritivo.
Faça sua própria comparação e veja a grande diferença do valor nutritivo:

1 Libra
Farinha branca
Farinha Integral
Proteína (g)
47.6
60.3
Gordura (mg)
4.5
9.1
Cálcio (mg)
73
186
Ferro (mg)
3.6
15
Tiamina (mg)
0.28
2.49
Riboflavina (mg)
0.21
0.54
Niacina (mg)
4.1
19.7

Note que a farinha integral é muito mais rica que a farinha branca. A farinha integral chega a ter mais que o dobro de cálcio, quatro vezes mais ferro e muito mais vitamina B1, B2 e B3 que a farinha branca. Ganha também no teor energético e protéico.

9. O que significa o RDA e qual a sua função?
A sigla RDA significa: Regime Dietético Apropriado. É a melhor maneira de manter saudáveis as funções normais do organismo. Com um Regime Dietético Apropriado, o organismo trabalha melhor, não tem dificuldades com elementos nocivos em grandes quantidades e a pessoa tem cada vez menos problemas de saúde.


Ofício de Alfaiate - L


1. Identificar os tecidos a seguir:
a. lã
b. estame
c. algodão
d. linho
e. seda
f. seda artificial
Itens práticos.

2. Conhecer algumas teceduras comuns, como o entrelaçamento e ponto pé-de-pato.

3. Como são usados os itens a seguir:
a. entretela
b. alinhavos
c. tela para trabalhos de agulha
d. outros implementos de alfaiate

4. Explicar os pontos que devem ser observados para que um traje vista bem e demonstre o toque de um alfaiate.

5. Familializar-se com os equipamentos de passar roupas.
Item prático.

6. Ser capaz de fazer casas de botões.
Item prático.

7. Fazer um bolso sem aba e outro com aba.
Item prático.

8. Demonstrar suas habilidades como alfaiate, medindo, cortando e confeccionando um traje masculino ou feminino que tenha bom caimento.
Item prático.

Panificação - J


1. Explicar a diferença de valor alimentar entre farinha integral e a farinha branca.

1 Libra
Proteína
Gordura
Cálcio
Ferro
Vit. B1
Vit. B2
Vit. B6
F. branca
47.6
4.5
73
3.6
0.28
0.21
4.1
F. integral
60.3
9.1
186
15
2.49
0.64
19.7
O pão integral é muito mais rico em nutrientes que o pão comum. Chegando a ter o dobro ou até oito vezes mais de um determinado nutriente que o de farinha branca.

2. Descrever os efeitos do fermento na confecção do pão.
O fermento se alimenta de açúcar e farinha, enquanto se multiplica, solta gases que fazem a massa crescer.

3. Citar um incidente do Velho Testamento e um do Novo Testamento, onde o fermento é mencionado.
Velho Testamento - Êxodo 12:15-20 - fermento = pecado.
Velho Testamento - II Reis 17:8-24 - A viúva de Sarepta
Novo Testamento - Mateus 13:33 - A parábola do fermento
Novo Testamento - I Cor. 5:6-8 - imoralidade = fermento

4. Preparar um pão com grãos inteiros (pode ser trigo, centeio, aveia, etc).
Item prático.

5. Preparar duas das opções a seguir:
a. Biscoitos salgados
b. Pães asmos (sem fermento)
c. Biscoito de massa de pão
d. Baguetes
Itens práticos.

6. Explicar por que o uso do fermento ou bicarbonato de sódio deveria ser evitado, e por que a mistura de leite, açúcar e ovos é prejudicial a saúde.
O fermento em excesso ou cru, pode causar problemas gastrointestinais.
O bicarbonato de sódio (sal) é prejudicial ao sistema renal em grandes quantidades e eleva a pressão arterial.
Durante a digestão dessa combinação (leite, açúcar e ovos), a mistura produz álcool.

7. Como testar se um bolo está pronto? Como evitar que o bolo "abaixe"?
Pode-se testar com um garfo para ver a consistência do bolo. E não abrir muito o forno ou fazer barulho.

8. Preparar duas das opções a seguir:
a. Bolo de ingredientes básicos (qualquer sabor)
b. Bolo feito com mistura pronta de bolo  (qualquer sabor)
c. Bolo de frutas ou castanhas (pão-de-ló)
d. Bolo fofo – de uma mistura ou ingredientes básicos
Itens práticos.

9. Fazer uma torta de cada uma das categorias a seguir:
a. Assada, de qualquer fruta, incluindo limão
b. Não assada (apenas de massa assada ao forno): frutas frescas, gelatina, etc.
Itens práticos.

10. Fazer e assar uma receita de biscoitos. Usar, de preferência, ingredientes saldáveis como frutas, aveia, castanhas, etc.
Item prático.

11. Preparar um arquivo de receitas para todos os itens exigidos acima, e quaisquer outros que desejar. Veja quantas receitas é capaz de encontrar que usem frutas sem grandes quantidades de açúcar.
Item prático.


Técnicas de Lavanderia - J


1- Por que é importante ler as etiquetas das roupas antes de lavá-las?
Muitas vezes trata-se de um tecido especial e lavando de uma forma normal, poderá estragar a roupa. Ex. tecidos de lã não devem ser lavados com água quente e sabão comum, pois a lã irá encolher.

2- Qual é a maneira adequada de preparar as roupas para lavagem?
Separar: roupas finas, brancas e cores escuras das que possivelmente poderão soltar tinta. Lavagem separada: roupas que tem manchas difíceis ou sujeiras excessivas no colarinho esfregar com uma escovinha e com um sabão especial, antes de ser colocadas com as demais.

3- Que tipos de roupas deveriam ser lavadas em água quente, morna ou fria?
Quente: roupas de trabalho e roupas escuras.
Morna: roupas brancas e roupas de cores que soltam tintas.
Fria: Roupas delicadas, lã, e alguns novos produtos como a lycra.

4- Que precaução deveria ser tomada ao usar alvejante de cloro (água sanitária)? Quais são as vantagens de usar um alvejante em pó? Por que não se deve misturar o cloro e a amônia?
O alvejante não pode ser usado diretamente na roupa, pois poderá manchá-la a não ser que a roupa seja branca. E também o excesso de cloro enfraquece o tecido. O alvejante em pó não causa danos nas roupas. O cloro e a amônia não podem ser misturados porque podem danificar a roupa.

5- Que cuidados devem ser tomados ao usar amaciante de roupas?
Usar na dosagem certa.

6- Que aspectos devem ser considerados ao selecionar uma máquina de lavar roupas? Como estes equipamento de lavanderia deveriam ser usados?
Verificar o fabricante, sua capacidade e se tem garantia, e deve ser usado conforme vem descrito no manual.

7- Como se deve lavar roupas de lã?
Em água fria e com sabão especial.

8- Saber como remover manchas de: tinta, frutas, ferrugem, grama, chocolate, gordura, sangue, chiclete.  Por que as manchas devem ser  totalmente  removidas  antes da roupa ser lavada?
Tinta: esfregar com pasta de petróleo e logo retirar com esponja e sabonete.
Frutas: jogar água fervente com uma altura de 70 cm a 1 m, retirar a mancha com detergente liquido e lavar.
Ferrugem: driparr é um produto químico que é usado para tirar manchas fortes.
Grama: lavar com branqueador conforme recomendação do fabricante.
Chocolate: usa-se driparr diretamente na mancha, aguarde alguns minutos e lave a peça normalmente.
Gordura: usa-se driparr diretamente na mancha, aguarde alguns minutos e lave a peça normalmente.
Sangue: esfregar com água quase fria até que a mancha fique num tom marrom claro, após use um pouco de branqueador e termine de tirar a mancha.
Chiclete: cobrir com gelo ou colocar na geladeira, tirar o excesso e o que ainda ficar, usar esponja e sabonete.

9- Por que é importante retirar as roupas de uma secadora imediatamente após o ciclo de secagem terminar?
Para que a roupa não fique enrugada.

10- Que tipo de tecidos só podem ser secados na temperatura menos quente de uma secadora?
Os materiais sintéticos mais delicados como, nylon, lycra, spandex, orlon, etc.

11- Mostrar uma blusa ou camisa que você tenha passado e dobrado, ou uma camisa e casaco que tenha passado.
Item prático.

12- Lavar e dobrar corretamente roupas para a sua família, durante uma semana.
Item prático.


Especialidades de Artes e Habilidades manuais
Arte com Barbante - J


1. Descrever os itens a seguir: artesanato com barbante, sismografia, ponto geométrico.

2. Desenhar e encordoar sobre papel cartão em pontos igualmente espaçados:
a. um ângulo reto
b. um ângulo agudo
c. um ângulo obtuso

3. Mencionar três maneiras de preparar a madeira para a arte com barbante.

4. Usando métodos de encordoar em madeira, fazer quatro dos seguintes itens:
a. círculo cheio
b. círculo vazado
c. estrela
d. beirada
e. curva de dentro para fora
f. curva de fora para dentro
g. enchimento
h. asa entrelaçada

5. Colocar em exposição, um trabalho de arte com barbante e madeira.


Arte em Massa de Pão - K


1. Fazer uma lista dos materiais necessários para a arte de modelar com pão.

2. Por que é importante estar com as mãos limpas, e usar creme para as mãos ao trabalhar com a massa de pão?
3. Explicar as diferentes técnicas de colorir e pintar a massa.

4. Que tipo de acabamento se usa para proteger e dar uma aparência brilhante aos artigos feitos com massa de pão?

5. Fazer pelo menos duas flores a seguir, com suas respectivas folhas: rosa, margarida, narciso, corniso, violeta, jacinto, cravo, íris, amor-perfeito, papoula, bico-de-papagaio, tulipa, miosótis (Pode-se usar cortadores de massa de pão). Faça quatro arranjos de flores usando vasilhas de sua escolha. (Algumas sugestões: miniaturas de cestas, conchas, vasos de plástico, dedal, carretéis de linha vazios, tampas de vidros de remédio, etc).

6. Fazer um dos itens a seguir usando massa tingida:
a. escultura
b. pequeno quadro de parede.

7. Fazer um dos itens a seguir:
a. imã de geladeira
b. broche
c. algo de sua escolha

Arte de Oleiro - K


1. Escrever ou explicar oralmente os diferentes tipos e usos da arte em louça de barro e dos materiais usados em sua confecção.

2. Qual é o propósito de um vitrificado? Descrever os perigos específicos a serem enviados.

3. Projetar e desenhar duas louças de barro, uma das quais deve ser decorado.

4. Fazer três dos objetos a seguir, usando métodos diferentes para cada um. Cada projeto deve ser decorado, com, por exemplo, pintura, vitrificado ou entalhe.
a. um jarro ou vaso
b. uma caixa
c. desenhar e fabricar quatro azulejos diferentes
d. uma bandeja ou prato
e. na roda do oleiro, fazer um vaso simples
f. outro objeto semelhante


Automodelismo - K


1. Construir pelo menos um modelo de plástico, a partir de um kit. O carro deve seguir, tanto quanto possível, o padrão original.
Item prático.

2. Escolha um:
a. Construir um segundo modelo usando acessórios opcionais incluídos no kit, ou criar alterações usando massa de vidraceiro e/ou partes de outros kits (Decalques não contam). Pintar o modelo.
Item prático.

b. Construir um modelo de corrida de acordo com as normas do Campeonato de Automodelismo e participar de uma corrida.
Item prático.

3. Escrever ou apresentar oralmente a história do automóvel. Não deixar de incluir passos interessantes no processo de desenvolvimento, como, por exemplo, tamanho dos motores, transmissão automática, volantes, controles computadorizados, etc.
Item prático.

Bordado em Ponto Cruz - K


1. Ter um estojo com material necessário para fazer o ponto cruz, incluindo pelo menos um arco, fita crepe, agulhas e tesouras.
NOTA - Procure ter uma grande diversidade de cores de linhas e deixá-las em ordem numérica e de cores, de modo que se saiba qual a numeração de cada uma. Tente deixar o estojo com o mais completo conjunto de materiais possível.

2. Qual é a diferença entre ponto cruz, ponto cruz contado e bordado com bastidor?
Ponto cruz - é o ponto cruz feito no tecido aleatoriamente
Ponto cruz contado - pega-se um modelo pré-determinado e se faz a contagem de pontos para construir um bordado
Bordado com bastidor - utilizado um bastidor, ou arco, para esticar o tecido e facilitar o bordar.

3. Conhecer pelo menos quatro pontos usados no ponto cruz.

4. Bordar em ponto cruz um objeto simples em três tamanhos diferentes de tela. Montar e identificar o tamanho e nome da tela usada, mencionando quantos fios de seda devem ser usados em cada uma delas.
Item prático.

5. Fazer um trabalho em ponto cruz contado, com remate, e colocá-lo numa moldura para pendurá-lo. Usar pelo menos três tipos de pontos.
Item prático.

6. Fazer um trabalho em ponto cruz, de pelo menos 13 x 18 centímetros, retratando uma cena da natureza.
Item prático.

Cerâmica - K


1. Contar resumidamente a história da cerâmica na antiguidade.

2. Saber o que significam os seguintes termos:

a. cerâmica verde

b. porcelana biscuit

c. decalque

d. forno

e. esmalte vitrificado

f. deslizamento

g. reparador

3. Explicar o uso de cones no forno.

4. Saber como e quando usar o processo de vitrificação.

5. Saber que ferramentas são usadas para completar seus projetos de cerâmica.

6. Fazer um trabalho de cerâmica usando vitrificado.

7. Fazer dois dos trabalhos a seguir usando vitrificação em pelo menos um deles:

a. vidro para biscoitos
b. prato de torta
c. vaso
d. jardineira pequena
e. bandeja para doces
f. caneca
g. item de sua escolha

Observação: O cozimento não precisa ser realizado pelo próprio desbravador.

Cestaria - K


1. Escrever ou apresentar oralmente aos examinadores, dois países onde cresce o Rattan (junco).

2. Explicar como tratar o junco antes do trançamento.

3. Que ferramentas você usaria para:
a. fazer cestas de junco?
b. fazer cestas de Raffia?

4. Definir:
a. trançamento chamuscado
b. achatamento

5. Explicar como:
a. consertar uma estaca quebrada da roda de trançar
b. emendar o junco (caniço)

6. Citar dois tipos de bases usadas em cestas, e especificar em qual tipo de cesta cada base pode ser usada.

7. Descrever como fazer:
a. um trançamento duplo
b. uma tripla guarnição de raios

8. Fazer uma bandeja para café da manhã, com base de madeira.

9. Fazer uma bandeja para pães com base trançada.

10. Fazer um descanso de panelas redondo, de 15 centímetros de diâmetro, de Raffia ou similar.

Crochê - K


1. Definir e demonstrar habilidade para fazer os seguintes pontos:
Ponto Baixo - PB, meio ponto alto - MPA, ponto alto duplo - PAD, ponto alto triplo - PAT, ponto alto duplo/triplo - PDAT, (PADT)?

2. Fazer quadrados de pelo menos 20 pontos.

3. Demonstrar - em amostras quadradas - como medir os pontos.

4. Saber como cuidar de itens feitos de lã, nylon, acrílico e algodão.

5. Saber fazer um quadrado para crochê, e mostrar algo que tenha feito usando o mesmo, por exemplo, um boné, cachecol, fronha de almofada.

6. Apresentar uma amostra de borda feita em linha.

7. Fazer, em fio de lã, um dos itens a seguir: boné, cachecol, colete ou um par de chinelos.

Decoração de Bolos - K


1. Relacionar o equipamento necessário para decorar bolos.

2. Saber de cor duas coberturas de bolo e demonstrar fazendo-as: glacê real, e conhecer o uso adequado de cada um. Mencionar outros tipos de coberturas de bolo.

3. Aprender e demonstrar a construção do saco de confeitar utilizando papel vegetal e papel manteiga. Demonstrar a maneira correta de encaixar o bico, misturar a cor, encher com glacê e dobrar a ponta. Qual é o nome da dobra da ponta?

4. Citar três etapas essenciais para uma boa decoração de bolos.

5. Demonstrar a pressão adequada, no saco de confeitar, e nome do bico usado para fazer: chuva de estrelas, rosas, borda de conchas, desenho de "s", flor-de-lis, laços, folhas e bordas em ziguezague.

6. Dar o nome de quatro técnicas de coloração. Demonstrar duas, incluindo glacê de duas cores.

7. Fazer quatro flores diferentes, por exemplo: ervilha-de-cheiro, meia rosa, meio cravo, margarida. Uma das quatro deve ser uma rosa inteira.

8. Demonstrar técnicas de escrever usando dois bicos diferentes, bem como dois métodos distintos.

9. Fazer um bolo em assadeira de formato especial.

10. Fazer um bolo para uma ocasião especial, usando duas ou mais bordas de tipos diferentes, e um arranjo floral.

11. Fazer um bolo em formato de coração, usando bordas, flores, trançados e escrita.

Decoupage - K


1. Apresentar o significado e a história desta técnica.

2. Fazer uma lista do material e equipamentos necessários para a decoupage.

3. Descrever como preparar a madeira ou objeto de metal para decoupage.

4. Explique três maneiras pelas quais material impresso pode ser usado na decoupage. 

5. Seguindo os passos básicos, completar dois dos objetos a seguir:
a. Chaveiro
b. Suporte de livros
c. Garrafa
d. Caixa para lenços de papel
e. Objeto de sua escolha


Escultura - K


1. Relacionar as ferramentas e material usados em esculturas simples.

2. Modelar dois ou mais exemplos de animais de brinquedos, empregando uma das técnicas de escultura em materiais como: argila, massa plástica, etc.

3. Fazer um modelo da mão ou pé humano usando uma das técnicas de escultura.

4. A partir de um modelo vivo, fazer uma escultura em relevo da cabeça, empregando uma das técnicas de escultura. (Não necessariamente em tamanho natural).
Fotografia - K


1. Explicar os princípios da construção de uma máquina fotográfica, o que faz a lente da câmera, o efeito da luz sobre o filme e a ação dos reveladores.

2. O que significa a "velocidade" do filme? O que significam ASA/ISO?

3. Como estão interligadas a velocidade do diafragma, a abertura da lente e a velocidade do filme?

4. Apresentar os principais usos da fotografia.

5. Escolher fotos em papel ou slide, que ilustrem pelo menos oito das seguintes técnicas. Use outras fotos para fazer uma comparação:
a. enquadramento
b. equilíbrio da câmera
c. direção da luz - frente, iluminação traseira, lateral
d. fundo fora de foco, objeto da foto em foco
e. regra de três
f. ângulo - nível dos olhos, alto e baixo
g. nível do horizonte
h. distância do objeto da foto - preencher o enquadramento
i. uso de linhas guia
j. qualidade da luz - sombra, luz do sol, hora do dia
k. exposição correta - pouca exposição, exposição excessiva
l. uso do flash - objetos à distância, e objetos que refletem luz

6. Fazer uma das alternativas:
a. explicar como o filme preto e branco é revelado em negativo, e depois em papel
b. revelar e imprimir oito de suas próprias fotos, explicando cada passo
Letreiros e Cartazes - K


1. Escrever, de memória, o alfabeto em letras minúsculas em dois dos estilos a seguir: gótico, romano ou itálico.
As fontes abaixo caracterizam cada um, conhecidos respectivamente como fontes gótico, times new roman, italian:
gótico (não disponível)
Romano
itálico

2. Demonstrar quando os diferentes tamanhos e tipos de canetas devem ser usados.
Tamanho 10
Tamanho 12
Tamanho 18
Tamanho 24
Tamanho 36


3. Mencionar pelo menos quatro princípios usados para tornar um cartaz atraente, chamando a atenção de quem o vê.
Nitidez, aparência, disposição das letras e escolha do tipo de letra.

4. Fazer três cartazes de diversos tamanhos para serem usados por qualquer dos departamentos ou instituições a seguir: Escola Sabatina, igreja, escola, Clube de Desbravadores ou Departamento JA. Usar pelo menos dois tipos diferentes de letras nestes cartazes.
Mãos a obra!

5. Fazer cinco cartazes a respeito de assuntos de sua escolha. Nota: Estes cartazes serão avaliados de acordo com os seguintes critérios: 1) capricho, 2) disposição, e 3) seleção de letras utilizadas.
Mãos a obra!
NOTA - Os cartazes do item 4 não devem ser contados, visto que são sobre temas pré-determinados.

6. Praticar todas as letras até que consiga fazê-las facilmente e com precisão.
Item prático.
Modelagem em Gesso - J


1. Qual o principal ingrediente do gesso de Paris?

2. Explicar os passos envolvidos em fazer um objeto de gesso, e como prepará-lo para a pintura.

3. Saber como remover bolhas de ar ao colocar o gesso na forma.

4. Saber como o tempo de secagem pode ser prolongado ou diminuído.

5. Que precauções devem ser tomadas ao limpar os utensílios usados para fazer objetos de gesso?

6. Quando o selador é aplicado ao gesso, e por que deve ser usado?

7. Que tipo de tinta funciona melhor em objetos de gesso?

8. Pintar três objetos que incluam os seguintes desenhos e técnicas, ou algo equivalente:
a. Motivo floral (para demonstrar técnica de sombreamento)
b. Motivo animal (para demonstrar técnica de detalhamento)
c. Tema religioso (para demonstrar técnica de realce nas letras)
d. Motivo frugal (para demonstrar técnica de realce entre luz e sobras)

9. Moldar e pintar dois objetos adicionais, com desenhos diferentes.

Especialidades de Atividades Missionárias
Arte de Contar Histórias Cristãs - K


1. Mencionar três fontes onde tenha encontrado material para história de cada uma das categorias a seguir. Conte uma história para cada categoria.
a. História sagrada - Pérolas Esparsas (Histórias que a gente gosta), O Gato que Salvou o Trem e O Perigo Veio do Céu.
b. História da Igreja - Na trilha dos pioneiros, Chegada do Adventismo ao Brasil, História do Adventismo, A mão de Deus ao Leme, Nossa Herança, etc.
c. Natureza - Trilhas da Natureza, Ensinado por um Tigre e Animais Heróis
d. História de algum personagem – Ben Carson, O Milionário da Caverna, Lucy Miller, De Vaqueiro a Advogado e Nascida de Novo
e. Parábola com recursos visuais – Pode-se usar slides, data-show, flanelógrafo, etc. Você pode pegar recursos já prontos ou você mesmo produzir, então conte a história como a planejou ilustrar.

2. Para as histórias que contar no cumprimento do item acima, faça o seguinte:
a. Contar uma história para crianças de no máximo 5 anos de idade, com duração mínima de 3 minutos.
Este item pode ser realizado numa escola sabatina, agendando com a professora do Jardim ou Rol do Berço, para poder passar a história às crianças.
b. Contar uma história para um grupo de crianças com idades entre 10 e 12 anos, com duração mínima de 5 minutos.
Este item pode ser cumprido numa meditação de abertura de reunião do Clube de Desbravadores, ou num Cantinho de Unidade, para Unidades juvenis.

3. Fazer um resumo por escrito de uma história que você vai contar.
Para ajudar a não esquecer uma história, ou detalhes importantes dela, um resumo por tópicos é de grande valia. Estude bem a história e coloque no resumo os tópicos das partes importantes que irão desenvolver a historia, de modo a não esquecer nada e chegar ao objetivo e fundo moral.

4. Explicar como, e em que circunstâncias, o material do curso deve ser modificado nas seguintes situações:
a. Contar uma história na primeira pessoa, segunda pessoa e terceira pessoa.
b. Ouvintes, faixa etária e propósitos diferentes.
c. Encurtar uma história - eliminar todos os detalhes que não atrapalhem no objetivo
d. Alongar uma história - se apegar aos detalhes para causar mais impacto e gastar o tempo

5. Explicar por que é necessário um objetivo definido ao contar uma história. Explicar como se obtém um bom clímax na história.
O objetivo tem de ser deixado claro para o desbravador, sem ele a história não tem sentido. Quando se conta uma história ela tem que tocar os que ouvem, dando lições de moral para os ouvintes aplicarem em sua vida diária. Tem de ser uma história interessante, que prenda a atenção do desbravador, para que assim chegue ao clímax desejado.

6. Contar uma história sobre missionários em terra estrangeira, com duração mínima de 5 minutos. 
A criatividade é sua!

7. Contar uma história que ensine princípios de saúde.
A criatividade é sua!

Asseio e Cortesia Cristã - K


1. Que combinação bem equilibrada de forças Jesus desenvolveu em sua juventude? (Lucas 2:52)"E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, para com Deus e os homens."

2. De acordo com o Salmo 8, que estima o Senhor atribui ao seu valor pessoal?
Fomos colocados na terra como mentores do mundo, fomos feitos um pouco menores que Deus e de honra e glória fomos coroados.
a) Enviar cinco cartões feitos a mão com mensagens pessoais, poemas ou versos bíblicos para pessoas que estão precisando de encorajamento.

3. Os nomes são importantes para Deus? Ele sabe o seu nome? (Isaías 43:1; Êxodo 33:17; Isaías 45:4)Sim, Deus nos chama pelo nosso nome, ele conhece o nome de cada um, assim como conhecia o dos profetas.

4. Demonstrar ou discutir técnicas adequadas de conversação, incluindo:
a. Maneira apropriada de falar com pessoas mais velhas em público.
Falar educadamente, sem palavras grosseiras ou gírias.
b. Como abordar as pessoas e fazer as apresentações necessárias.
Não gritar, mas chegar próximo à pessoa e dizer seu nome e algo relevante e bom sobre ela.
c. Perguntas que devem ser evitadas.
Não perguntar nada que possa constranger algum dos presentes. Perguntas relacionadas a defeitos das pessoas, roupas estranhas, idade de pessoas mais velhas, ou coisas do tipo: “O que você fez no cabelo?”, as pessoas ficam muito magoadas, mesmo que o que você fale é verdade, não fale para não magoar.
d. Como pensar em coisas agradáveis para se dizer.
Falar coisas que sejam como elogio aos outros, nunca citando defeitos ou constrangendo os presentes.
e. Como demonstrar preocupação pelos sentimentos dos outros.
Perguntar sobre a família da pessoa, sobre a saúde de alguém com problemas e suas dificuldades pessoais. Um bom amigo deve ser um bom conselheiro também, tentando colocar ânimo na pessoa e lembrá-la de que Deus tem um plano para tudo, basta confiar e ser feliz!
f. O que dizer quando atende a porta.
Tratar gentilmente, com sorriso e ser atencioso, estar de bom humor e não bater a porta na cara da pessoa, mesmo que sejam vendedores impertinentes.
g. Como atender o telefone corretamente.
Atender sempre com bom humor, dizendo o consagrado “alô”, sendo atencioso, mesmo que não seja para você e guardando os recados quando necessário.

5. Se você desejar usar seu dom da palavra para a glória de Deus, como deveria ser a sua oração? (Salmos 19:14)
"Que as minhas palavras sejam agradáveis ao Senhor".

6. Fazer uma lista de sete pontos que demonstrem o poder de uma postura correta. Verificar sua postura e perfil físico. Demonstrar a correta posição para ficar em pé e para sentar-se. Leia Educação, página 198, parágrafo 3, e anote os benefícios mencionados que lhe advirão resultados de uma postura correta.
A postura correta ajuda a manter a saúde, evita dores na coluna, aumenta a auto-estima, melhora a boa dicção e conseqüentemente melhora o cantar, auxilia o aparelho respiratório dando liberdade maior para os órgãos poderem respirar, dá mais beleza à pessoa, dignidade, ânimo, compostura, confiança em si, entre outros, como pode ser lido no livro Educação, página 198, parágrafo 3: “Entre as primeiras coisas que se devem ter em vista figura a posição correta, tanto estando sentados como de pé. Deus fez o homem ereto, e deseja que ele não somente possua o benefício físico, mas também o mental e moral, a graça, dignidade, compostura, ânimo e confiança em si, que uma atitude ereta em tão grande maneira tende a promover. Mostre o que é uma posição correta e insista que ela seja mantida”.

7. Apresentar duas razões porque a boa forma física é importante. Explicar a relação entre um regime adequado, exercícios e controle de peso.
Muitos tem feito cirurgias, lipoaspiração e diversas outras formas artificiais de perder peso. Tão somente seguissem os meios naturais não necessitariam de nada disso. O peso excessivo é um fantasma para todos. Dois fatores estão totalmente interligados a isso: a dieta adequada e o exercício. Não abusando da comida, comendo comidas saudáveis e em quantidades adequadas, você controle melhor o peso. O exercício serviria para modelar seu corpo e restaurar a saúde do coração e pulmões, facilitando a boa circulação sanguínea.
8.  Mencionar a importância de um asseio adequado, incluindo banho, higiene corporal, hálito, cuidado apropriado das roupas, etc.
Muitos dizem que a sua aparência é o seu cartão de visita. A higiene correta contribui para isso. Sapatos engraxados, roupas bem passadas e limpas, respiração suave, banhos diários, uso de perfumes, cabelo bem penteado, etc. Tudo isso promove a sua pessoa para com que a conhece. Pessoas relaxadas não costumam ser vistas com bons olhos pelas garotas e, principalmente, pelos pais delas.

9. Descrever a maneira correta de lavar o cabelo e de cuidar dos "utensílios capilares".
O cabelo deve ser lavado periodicamente com shampoo e condicionador. Alguns cremes também são usados. Não devemos lavar o cabelo com sabonete ou sabão. Lavar o cabelo pelo menos 2 vezes por semana é uma regra de higiene muito importante e mantém seus cabelos saudáveis. Procure sempre estar atento ao que seu cabelo precisa, não invente, pintando com tintas artificiais, fazendo penteados malucos ou maltratando um meio de se deixar a pessoa muito bonita e agradável.

10. Descrever o cuidado adequado com suas mãos e unhas.
Não devemos roer as unhas. Devemos cortar periodicamente com cortador específico. Unhas grandes são reservatórios de germes e unhas cortadas muito pequenas podem encravar e causar dor. Procure sempre deixar as unhas limpas e em tamanho adequado. Lavar as mão com freqüência evita o acúmulo de sujeira e doenças, pois estamos sempre com a mão passando pelo rosto e boca. Com as mãos limpas, evita-se doenças.

11. Saber a importância de uma "higiene" diária da alma, e de desenvolver um caráter cristão, e por que “pertencer a Cristo” faz a diferença em sua maneira de veste-se e agir.
O cristão deve ler sua Bíblia diariamente e fazer o seu estudo da lição. Guarde um tempo para o estudo e fique num local calmo e silencioso para estudar um pouco, de preferência pela manhã. Tudo isso contribui para a edificação do caráter cristão. A boa maneira de agir de um jovem cristão, não falando palavrões, portando-se gentilmente, não mentindo e dando o exemplo, chamam a atenção dos seus amigos para o seu estilo de vida, tornando ele um exemplo para os não-cristãos.
12. Discutir as orientações bíblicas que o ajudarão a lidar com sua sexualidade e manter seus pensamentos puros. Discutir inteligentemente aquilo que se pode e não se pode fazer ao namorar.
O sétimo mandamento parece deixar claro que não devemos adulterar, o que inclui a fornicação (sexo antes do casamento). Outras partes da Bíblia, como Levíticos 18, vem falando sobre o tema. Jesus disse que se olharmos para uma pessoa com intenção maldosa, já pecamos. Tomemos cuidado com isso e com o que Paulo disse: "Não vos enganeis, as más companhias corrompem os bons costumes" (I Cor. 15:33)

13. Relacionar quatro razões por que seu rosto é importante para você e demonstrar como a sua maneira de exercitar-se e dormir pode melhorar a aparência facial. Que relação os pensamentos têm sobre a fisiologia? Descrever um cuidado facial apropriado.
O seu rosto mostra o que você é. Dormindo tarde você faz com que de manhã apareçam as chamadas "olheiras" que deixam seus rosto com aspecto inadequado. Não se exercitando, você prejudica a circulação, o trabalho sedentário facilita os problemas na circulação como infarto, tromboembolia, aneurisma e derrame. Seu rosto ficará com aspecto inadequado pela má circulação sanguínea, pode nascer espinhas e acne. Devemos lavar o rosto durante o banho e quando acordamos. Passar cremes hidratantes ajuda. Procure cuidar melhor de seu rosto. As pessoas costumam julgar as pessoas pelo rosto. 
Todos já devem ter ouvido que os olhos falam, às vezes, muito mais que a boca. Sua expressão facial mostra quais são seus sentimentos sem que você abra a boca. É verdade! Faça o teste. Finja que está nervoso, feliz, cansado, triste, chorando, etc. Não precisa abrir a boca!

14. Conhecer as regras de etiqueta à mesa, que facilitam a sua vida, e a dos outros, tais como o que fazer com a faca e o garfo após usá-los. Saber como ser um convidado agradável, e uma alegria para seu anfitrião ou anfitriã.
Evite colocar as mãos na mesa. Use o guardanapo se for de pano, no colo. Não arrote. Fale em tom agradável. Comente assuntos rotineiros e agradáveis, não fale de assuntos que podem ser polêmicos e causa discussão (futebol, política e religião). Esteja interessado na conversa e participe. Não fique olhando para baixo. Ao terminar coloque os talheres unidos paralelamente dentro do prato. Não diga que está "cheio" e sim: "satisfeito". Pense 2 ou 3 vezes antes de fazer alguma coisa ou falar algo, para não ofender o anfitrião ou alguém presente.

15. Relacionar os dez princípios que podem ajudá-lo a superar a inibição e a vergonha.
Aumente sua auto-estima, leia livros, revistas, mantenha-se informado, olhe nos olhos das pessoas, erga a cabeça, cumprimente a todos alegremente (mesmo que eles não façam o mesmo), cultive seus amigos, diga aos outros que você se importa com eles, considere-se bonito e agradável, mostre aos outros o seu valor, seja gentil e amigável, não se isole das rodinhas de pessoas, ignore as críticas destrutivas e melhore com as críticas construtivas. Você é um filho de Deus, foi feito por pouco abaixo dEle e coroado de honra e glória. Ninguém nesta Terra é melhor do que ninguém. O melhor está no Céu. Lembre-se disso!

PARA AS JOVENS/GAROTAS

16. Demonstrar dois exercícios que melhorarão sua postura, e ajudarão a diminuir  quadris, cintura, coxas e barriga.

17. Saber escolher um corte de cabelo que combine com o seu rosto.

18. Saber o estilo e roupas apropriados para usar de acordo com seu tipo corporal.

19. Demonstrar a maneira correta de colocar um casaco ou capa.

PARA OS JOVENS/GAROTOS

16. Saber como arrumar o cabelo e escolher um corte de cabelo que melhore sua aparência.

17. Relacionar regras de vestimenta e estilo apropriado de roupa para usar se você for alto/baixo, magro/gordo.

18. Explicar por que os cristãos deveriam praticar as boas maneiras. Demonstrar como puxar a cadeira para uma jovem ou senhora sentar-se à mesa, e como levar uma jovem de casa a um evento social.

Aventuras por Cristo - J


É essencial que você planeje pelo menos de seis meses a um ano trabalhando nessa especialidade. Você deve escolher uma data para começar, e apenas os projetos iniciados após esta data valerão "pontos" para esta especialidade

1. Escolher dois dos itens a seguir a realizá-los com constância durante pelo menos seis meses.
a. Ler a Inspiração Juvenil todos os dias.
b. Estudar regularmente a lição da Escola Sabatina a cada semana.
c. Seguir o plano de leitura do ano bíblico jovem fielmente.
d. Desenvolver um diário de oração pessoal, alistando pessoas e pedidos pelos quais está orando e as respostas a estas orações.
e. Planejar e realizar pelo menos um culto familiar por semana.

2. Escolher três dos itens a seguir:
a. Enviar cinco cartões feitos a mão com mensagens pessoais, poemas ou versos bíblicos para pessoas que estão precisando de encorajamento.
b. Visitar dez ou mais pessoas e convidá-los para um evento especial da igreja ou do clube dos Desbravadores.
c. Escolher um amigo e visitar alguém que tem estado ausente da Escola Sabatina ou da igreja. Leve um cartão e um presente feito em casa. Compartilhe esta experiência com sua família e ore por essa pessoa.
d. Manter durante um mês o seu quatro limpo e a cama arrumada; realizar pelo menos três projetos e demonstrar gentileza para com o pai, e três para com a mãe, que lhes demonstre quanto você os ama.
e. Juntar quinze revistas antigas e entregá-las a membros ausentes da Escola Sabatina, crianças em hospitais, etc.
f. Levar uma gravação em cassete de um sermão de um pastor de sua igreja, mais alguma música especial a um abrigo para pobres durante três semanas.
g. Ligar para o pastor, primeiro ancião ou diácono e oferecer-se para ajudá-lo em quaisquer tarefas que queira que você faça - duas horas por semana - durante um período de três semanas.

3. Escolher um dos itens a seguir e realizá-los com um grupo:
a. Procurar jardins que precisam de uma limpeza, e recolher a sujeira em sacos plásticos. Deixar um bilhete e um exemplar do livro Caminho a Cristo. Não aceitar pagamento.
b. Planejar uma festa de aniversário com jogos, presentes e diversões num asilo, para um paciente que faça aniversário em data perto do seu.
c. Envolver toda a família num projeto de testemunho, tal como dar estudos bíblicos, distribuir exemplares do Caminho a Cristo em hotéis, adotar uma família necessitada, fazer um projeto de trabalho para alguém de idade que precise de ajuda em casa.
d. Ler Mateus 25:35-40, e em seguida caminhar pela vizinhança e fazer uma lista das necessidades de seus vizinhos. (Estão solitários, necessitados, a grama precisa ser cortada, o jardim está cheio de ervas daninhas, etc.) Planejar o tempo de forma a suprir tantas necessidades quantas forem possíveis.
e. Envolver-se em alguma tragédia que tenha acontecido em sua comunidade, de forma a ajudar as pessoas que precisam de ajuda.

4. Inventar seu próprio empreendimento missionário, no qual deve envolver-se pelo menos três vezes, duas horas cada vez.

Ci
Colportagem - J


NOTA – Entre em contato com o departamental de colportagem de sua associação. Ele poderá ajudá-lo a selecionar um livro ou revista para vender, e lhe designará uma região de trabalho.

1. A partir da Bíblia e do Espírito de Profecia, escreva um resumo de, no mínimo, 250 palavras, sobre a importância do uso de literatura para levar as pessoas a Cristo.
NOTA – A partir da Bíblia podemos ver as cartas de Paulo e sua grande eficácia na propagação de evangelho, outros exemplo do ensino das escrituras e conseqüente formação do caráter também podem ser encontradas. A partir do Espírito de Profecia, podemos encontrar o livro Colportor Evangelista e outros que lembram como uma pessoa pode ser ajudada através da boa literatura.

2. Dar o nome de cinco qualificações essenciais ao colportor evangelista.
Paciência, perseverança, confiança em Deus, mansidão, ser extrovertido e ter boa apresentação.

3. Como se mantêm um colportor evangelista?
Através das vendas do material. Metade dos ganhos com as vendas dos livros são para o colportor.

4. Que quatro passos devem ser dados na venda de um livro ou revista?
Atenção (olhou), Interesse (gostou), Desejo (quis) e Decisão (comprou)

5. Resuma sucintamente como despertar o interesse na compra de um livro ou revista.
Mostre todos os detalhes que o produto oferece que serão bons para o comprador, desperte seu interesse dando qualidades, bom uso para o produto e como ele será beneficiado pelo produto. O preço deve ser dado após ganhar o comprador, mostrando que o preço vale o que o produto pode proporcionar para o comprador e é até pouco pelo que o produto vale realmente.

6. Saber como reagir a objeções à compra de um livro ou revista.
As objeções são, geralmente, decorrentes de 3 fatores: O vendedor não seguir corretamente os passos da venda, o comprador é muito indeciso ou o comprador não tem interesse em gastar seu dinheiro no produto.

7. Fazer um dos itens a seguir:
a. Manter uma "pesquisa literária" durante quatro meses, anotando quais os livros mais procurados, e os menos procurados.
b. Fazer um projeto de casa em casa, ou pelo correio, de distribuição de literatura em seu bairro. Gastar 10 horas nisso. Incluir na literatura um cartão resposta para que a pessoa solicite literatura adicional, estudos bíblicos, e/ou um curso por correspondência.
c. Vender livros e/ou revistas adventistas por um período de pelo menos 5 semanas, com no mínimo 20 horas de trabalho por semana.
d. Distribuir livros religiosos a autoridades do governo, de hospitais ou asilos. Gastar pelo menos 10 horas nesse projeto.
e. Oferecer um ano de assinatura de revista Vida & Saúde a médicos de seu bairro, ou cidade. Levante o dinheiro para as assinaturas a partir de doações.
f. Enviar literaturas e/ou Bíblias aos campos missionários. Parte deste projeto será coletar a literatura e/ou Bíblias, verificando para onde devem ser enviados, empacotando e enviando ao local certo.

Estudo de Línguas - K


NOTA - Depois que tiver escolhido uma língua estrangeira, obtenha um livro adequado para o aprendizado desta língua, e estude-o com profundidade. É claro que é melhor estudar língua sob a instrução de um professor competente, numa escola ou curso.

1. Ler e traduzir à primeira vista um texto de pelo menos 300 palavras, a partir de um livro ou revista escrito numa língua que não seja sua língua natal.

2. Ser capaz de manter uma conversação nesta outra língua, por um período de, no mínimo, 5 minutos.

3. Ouvir parte de um discurso ou declaração de no mínimo 2 minutos, feito por alguém cuja língua materna seja a língua estrangeira que você escolheu, e traduza o mesmo para a sua língua.

4. Escrever uma carta simples na língua estrangeira de sua escolha, dizendo que contatos você foi capaz de manter com pessoas cuja língua materna seja a língua que você escolheu.

5. Conhecer e ser capaz de repetir de memória o Voto e a Lei do Desbravador nesta língua estrangeira.

6. Escrever ou apresentar oralmente informações sobre a população estrangeira que possa existir em seu bairro, região ou cidade, e que oportunidades você tem de conversar com aqueles que falam a língua que você estudou.


Etnologia Missionária - K


Nota - Esta especialidade tem como objetivo o estudo de raças e nacionalidades que não a sua. Após decidir qual a nacionalidade que deseja estudar, você deve ler livros sobre o assunto; os mesmos poderão ser encontrados em bibliotecas ou em outras fontes.

1. Fazer um estudo em primeira mão sobre a vida de qualquer grupo racial ou nacionalidade que não sejam os seus, e com os quais tem a oportunidade de entrar em contato. O objetivo é adquirir uma compreensão e simpatia por suas virtudes, hábitos, defeitos e necessidades, e também para apresentar-lhes o evangelho. Os pontos a seguir devem ser observados neste estudo:
a. Sua história no país de origem, ou em seu país, caso a ocupação exceda 100 anos.
b. Sua literatura, com menção dos principais escritores, e familiarização com os melhores exemplos de prosa e verso.
c. Seus hábitos sociais na comunidade e em família; por exemplos, se são fechados ou se gostam de estar em contato com outras pessoas, e quais os costumes da família, e como a mesma é governada.

2. Comparar sua língua (se diferente da sua) com a sua, se lhe parece bonita e expressiva, ou não. Aprender a falar algumas frases nesta língua, adquirindo um vocabulário de, no mínimo, 100 palavras.

3. Através deste estudo, oferecer aos estrangeiros um constante serviço, como por exemplo, cuidar de crianças pequenas, contar histórias da Bíblia, ensinar em classes da Escola Sabatina, distribuir literatura religiosa ou de saúde, e ajudando-os na busca por uma saúde melhor.

4. Escrever um relatório de todas as descobertas feitas a partir dos itens acima, e algo de sua experiência com as pessoas, e suas sugestões para ajudar e melhorar suas vidas.


Evangelismo Pessoal - J


1. Através do estudo da Bíblia e do Espírito de Profecia, aprender como Jesus tratava as pessoas de forma pessoal. Escrever um relatório de 500 palavras ou fazer uma apresentação oral de cinco minutos sobre o que você aprendeu.

2. Demonstrar que você tem uma vida devocional pessoal diária, durante pelo menos seis meses.

3. Escolher dois dos itens a seguir:

a. Participar numa das atividades abaixo:
1) Reuniões evangelísticas
2) Reuniões JA
3) Atividades do departamento social da igreja
4) Seminários de cozinha saudável
5) Cursos como deixar de fumar
6) Seminários sobre perda de peso
7) Seminários sobre controle de estresse

Na opção que tiver escolhido acima, realizar o seguinte:
1) Tomar parte na organização da atividade
2) Tomar parte na consecução do local para a realização do evento
3) Ajudar na divulgação
4) Descobrir como levantar fundos para o projeto evangelístico, e que despesas serão necessárias
5) Estar regularmente envolvido na operação e organização do projeto

b. Ajudar na organização e planejamento de um dos projetos evangelísticos a seguir, e participar no projeto durante, no mínimo, 10 horas:
1) Melhorias no bairro, por exemplo, em jardins, praças e outras vias públicas
2) História para crianças
3) Encenações bíblicas
4) Preparar enfeites de Natal para crianças pobres
5) Distribuição de alimentos e/ou roupas aos necessitados
6) Programas e visitas a um asilo, orfanato ou ala pediátrica de um hospital
7) Projeto semelhante, aprovado por um líder de Desbravadores
8) Apresentação de fantoches

c. Fazer todo o planejamento e organização, e participar durante pelo menos 15 horas, de um dos seguintes projetos:
1) Jardinagem e trabalho doméstico gratuito na casa de pessoas de idade
2) Ser professor/professora numa das divisões infantis do departamento de Escola Sabatina
3) Palestras sobre temperança
4) Aulas de reforço para alunos mais novos, com dificuldade
5) Trabalho voluntário em hospital ou asilo
6) Levantar fundos e fornecer livros e jogos para um hospital
7) Ajudar na reabilitação de uma pessoa com deficiência física
8) Fazer cartazes e projetos de arte para um hospital, asilo ou orfanato
9) Programa: Adote um Avô / Avó (em asilos)
10) Projeto semelhante com aprovação de um líder de Desbravadores


Evangelismo Pessoal - J


1. Através do estudo da Bíblia e do Espírito de Profecia, aprender como Jesus tratava as pessoas de forma pessoal. Escrever um relatório de 500 palavras ou fazer uma apresentação oral de cinco minutos sobre o que você aprendeu.

2. Demonstrar que você tem uma vida devocional pessoal diária, durante pelo menos seis meses.

3. Escolher dois dos itens a seguir:

a. Participar numa das atividades abaixo:
1) Reuniões evangelísticas
2) Reuniões JA
3) Atividades do departamento social da igreja
4) Seminários de cozinha saudável
5) Cursos como deixar de fumar
6) Seminários sobre perda de peso
7) Seminários sobre controle de estresse

Na opção que tiver escolhido acima, realizar o seguinte:
1) Tomar parte na organização da atividade
2) Tomar parte na consecução do local para a realização do evento
3) Ajudar na divulgação
4) Descobrir como levantar fundos para o projeto evangelístico, e que despesas serão necessárias
5) Estar regularmente envolvido na operação e organização do projeto

b. Ajudar na organização e planejamento de um dos projetos evangelísticos a seguir, e participar no projeto durante, no mínimo, 10 horas:
1) Melhorias no bairro, por exemplo, em jardins, praças e outras vias públicas
2) História para crianças
3) Encenações bíblicas
4) Preparar enfeites de Natal para crianças pobres
5) Distribuição de alimentos e/ou roupas aos necessitados
6) Programas e visitas a um asilo, orfanato ou ala pediátrica de um hospital
7) Projeto semelhante, aprovado por um líder de Desbravadores
8) Apresentação de fantoches

c. Fazer todo o planejamento e organização, e participar durante pelo menos 15 horas, de um dos seguintes projetos:
1) Jardinagem e trabalho doméstico gratuito na casa de pessoas de idade
2) Ser professor/professora numa das divisões infantis do departamento de Escola Sabatina
3) Palestras sobre temperança
4) Aulas de reforço para alunos mais novos, com dificuldade
5) Trabalho voluntário em hospital ou asilo
6) Levantar fundos e fornecer livros e jogos para um hospital
7) Ajudar na reabilitação de uma pessoa com deficiência física
8) Fazer cartazes e projetos de arte para um hospital, asilo ou orfanato
9) Programa: Adote um Avô / Avó (em asilos)
10) Projeto semelhante com aprovação de um líder de Desbravadores

Liderança de Juvenis - L


NOTA – Embora as próprias exigências do Líder preparem uma pessoa para a liderança, esta Especialidade tem o objetivo de atrair mais ainda o interesse do Líder para as atividades ligadas às crianças, juvenis e jovens da igreja, para que a igreja receba um maior benefício de seu treinamento nesta área de atuação.

1. Ser um Líder
NOTA – no cumprimento da Classe de líder, aprende-se muitas coisas que serão importantes para a execução de alguns dos itens desta Especialidade. É importante lembrar que os requisitos cumpridos na Classe de Líder não valerão para esta Especialidade, deverão ser feitos novamente.

2. Ler dois livros sobre desenvolvimento dos adolescentes , ou sobre liderança.
Há muitos livros cristãos que falam sobre a liderança na adolescência, o Espírito de Profecia é representado pelo livro Educação, Mensagem aos Jovens e Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes. O livro Treinamento Básico para Diretoria, de capa verde, bem como o novo Manual dos Desbravadores disponíveis na Associação e produzidos pela divisão, trazem muita informação boa sobre estes dois assuntos. Outros livros também falam bem sobre o assunto. Escolha dois desses ou outros relacionados ao tema exigido que sejam do seu agrado e bom aprendizado.

3. Trabalhar num dos departamentos a seguir durante um ano:
a. Diretor JA ou diretor associado
b. Diretor da Escola Sabatina dos Primários, Juvenis, Adolescentes ou Jovens
c. Membro ativo da equipe de um Clube de Desbravadores

4. Preparar um grupo de Desbravadores para a investidura durante o ano atual, e ajudar na realização da cerimônia de um bom líder jovem.
Passar Classes Regulares é uma tarefa muito difícil. Procure ser dinâmico, prender a atenção dos ouvintes, sendo bem ilustrativo e entretendo a todos durante os momentos dedicados a isso, pois muitos não completam as Classes por falta de incentivo do instrutor.

5. Conhecer pelo menos 10 qualidades de um bom líder jovem.
Atencioso, paciente, disciplinado, espirituoso, cristão, que saiba ouvir conselhos, cumpra o que promete, delegue funções, ame seus comandados, saiba corrigir quando necessário, saiba assumir e contornar seus erros, seja dedicado, etc.

6. Saber a diferença entre os juvenis (10-12 anos) e adolescentes (13-15 anos) nas seguintes áreas:
a. física
b. emocional
c. mental
d. espiritual
NOTA – Uma boa fonte para este item é o livro “Treinamento Básico para Diretoria” Seção 2, pág. 21-45 tratando de: Compreendendo o Desbravador, preparado pela Divisão Sul-americana.

7. Conhecer os princípios para ministrar adequadamente a disciplina aos juvenis/jovens. Aprender as seguintes áreas de disciplina:
a. disciplina interna
b. disciplina externa
c. dez maneiras de prevenir a necessidade de uma disciplina externa
d. cinco tipos de procedimentos disciplinantes
NOTA – Alguns princípios de liderança são encontrados no “Treinamento Básico para Diretoria” nas páginas 41-45.

Linguagem de Sinais - J


1. Aprender o alfabeto manual usado pelos surdos.
NOTA - É uma tabelinha com 26 sinais de mãos utilizados no Brasil. São praticamente iguais aos sinais utilizados nos Estados Unidos, com exceção do "T" que é feito de maneira diferente. Aprenda a movimentar o alfabeto manual com rapidez e clareza.

2. Ter um mínimo de três horas de aulas de sinais.
É impossível poder demonstrar adequada e corretamente a habilidade de se comunicar com os surdos sem ter pelo menos 3 horas de instrução (o que é muito pouco ainda), o ideal seria ter pelo menos 10 horas de estudo. Apenas decorando sinais de livros, não se consegue aprender a ação do sinal, o que dificulta para o surdo interpretar o que você tentou passar. Algumas igrejas adventistas dão cursos e tem classes especiais para surdos, procure a mais próxima de sua casa para aprender os sinais.

3. Enviar e receber sinais numa velocidade de cinco palavras por minuto, usando um mínimo de 15 letras.
Comunicar-se com um surdo é algo gratificante para quem o consegue. Mas manter um diálogo através do código de dedos é maçante. É o mesmo que conversar com uma pessoa não por palavras, mas soletrando. Por isso, este item seria apenas como instrução, treinando o alfabeto. Pois quando não se sabe um sinal de alguma palavra, soletra-se pelo alfabeto manual esta palavra.

4. Aprender pelo menos 100 sinais a partir de um ou mais livros sobre a linguagem de sinais.
Algumas Igrejas Adventistas tem grupos conhecido com UNAES (Unidade de Ação Especial para Surdos). Em São Paulo são as Igrejas de Vila Galvão (Guarulhos), Bela Vista (Guarulhos), Central Paulistana e IAE (Itapecerica da Serra). Alguns deles até oferecem cursos, no qual você aprende, no espaço de 2 meses, cerca de 400 sinais e suas ações.

5. Aprender a apresentar na linguagem de sinais (não soletrando letra por letra) pelo menos duas músicas curtas.
Músicas simples de serem interpretadas são as de início de culto, doxologia, intróito e término de culto, que são rápidas e fáceis de se aprender. Mas pode-se fazer quais músicas lhe agradarem.

6. Cumprir uma das duas alternativas a seguir:
a. Explicar a diferença entre a LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) e a linguagem datilológica e demonstrar o uso de ambos.
b. Ler e apresentar um relatório oral ou escrito sobre uma escola de sua cidade, estado ou país, que seja especializada na educação de surdos.

NOTA - Abaixo, colocamos alguns sinais que representam a divindade:

                         

2 comentários:

  1. ow,muito bacana esse blog,parabens em,passaram 2 pessoas la no meu e falaram do seu,aprovadissimo 100% ai da gosto de ver blogs recomendados,me recomendaram esse www.rastreamentodecelular.net ,parece que é de software de celular pra rastrear e eu tava precisando,sera que é bom?Abraços,fui,BLOG PERFEITO

    ResponderExcluir
  2. oque aconteceu com o site especialidades.org?? nao consigo acesar

    ResponderExcluir